Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Jovem de 18 anos é encontrada espancada e estrangulada no Monte das Oliveiras, Zona Norte

Francisca Lorena da Silva Sobreira, 18, foi morta porque devia R$ 90 a um traficante conhecido como "Pila", segundo relato de sua mãe

A vítima chegou a ser encaminhada ao SPA do Conjunto Galileia mas não resistiu aos ferimentos

A vítima chegou a ser encaminhada ao SPA do Conjunto Galileia mas não resistiu aos ferimentos (Winnetou Almeida)

Nesta noite de domingo (26), Francisca Lorena da Silva Sobreira, 18, foi espancada e estrangulada na avenida Mulateiro, bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte de Manaus. O motivo do crime seria uma dívida de R$ 90, a um traficante da área, segundo relatos da mãe da vítima.

Lorena tinha saído de casa com um amigo que não teve o nome revela, para comprarem uma pizza para jantarem, Mas no meio do caminho, conforme relatos de familiares, os dois foram surpreendidos por um casal, que abordou a jovem e começou a agredi-la com socos e pontapés. O amigo que presenciou o fato disse que a jovem foi jogada ao chão e teve o pescoço pisado e em seguida foi esganada.

Um homem que passava pela rua no momento do crime, socorreu a jovem e a levou para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Enfermeira Eliameme Rodrigues Mady, no Conjunto Galileia, Zona Norte da capital, mas a vítima não resistiu. A família foi informada sobre o fato por volta das 3h.

A mãe da jovem que preferiu não se identificar, disse que a filha usava drogas desde os 16 anos, mas não sabia que ela estava devendo. “Ela era minha filha caçula, morávamos só nós duas, e eu batalhava com ela pra que ela deixasse de usar drogas, ela já não queria ir para a escola, nem trabalhar. Eu não sabia que ela tinha essa dívida, fiquei sabendo depois desse crime. O assassino ainda roubou o celular dela”, detalhou a mãe.

Lorena não tinha problemas de relacionamento com nenhum amigo ou vizinho, segundo a família, a única dificuldade que a jovem enfrentava era com o vício. O corpo foi velado em uma Igreja Pentecostal, localizada na avenida Sete de Maio, bairro Santa Etelvina, Zona Norte da cidade.

Suspeito

O principal suspeito de ter executado o crime é um suposto traficante identificado como “Pila”, segundo testemunhas que viram as agressões. Os moradores da área disseram que, no dia do crime, Pila estava aparentemente embriagado e acompanhado de uma mulher que não foi identificada pelas testemunhas.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), avenida Autaz Mirim, Zona Leste, já está investigando o crime e já tem imagens dos suspeitos, no entanto, até o fechamento desta matéria, ninguém tinha sido preso.