Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Jovem tenta matar adolescente dentro da Unidade de Internação Provisória para jovens infratores

Segundo a polícia, Kaelton teria utilizado um lençol para enrolar no pescoço da vítima e tentado matá-la suspendendo o pano

O único infrator preso foi encaminhado à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI)

O único infrator preso foi encaminhado à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI) (Paula Pessoa)

Kaelton Ygor de Souza, 18, foi preso nesta quarta-feira (19) por tentar matar um adolescente de 17 anos dentro de um alojamento para jovens infratores da Unidade de Internação Provisória, na sede da Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Deaai), na Zona Centro-Oeste. Kaelton enrolou um lençol no pescoço da vítima e tentou matá-la suspendendo o pano.

Segundo a gerente de medidas socioeducativas na Deaai, Mathilde Benerguy Ezaguy, Kaelton estava preso por cometer ato infracional de roubo e mobilizou mais quatro jovens dentro do alojamento, entre 16 e 17 anos, para fazer uma emboscada contra a vítima, que foi socorrida e recebeu alta no Serviço de Pronto Atendimento (SPA).

Os quatro envolvidos estavam na Deaai por atos de roubo e tráfico e a vítima estava apreendida por ato de roubo. “Eles dizem que é por ele (vítima) ser novato (no alojamento)”, disse Mathilde.

A briga teria sido motivada por uma discordância entre os adolescentes, mas a causa não foi especificada pela Deaai.

Segundo a assessoria da Polícia Civil, Kaelton foi levado na segunda-feira (17) para Deaai porque disse que tinha 16 anos. O órgão não informou se Kaelton estava sem carteira de identidade no momento da apreensão. A maioridade dele só foi confirmada depois de Kaelton tentar matar um jovem no alojamento.

Kaelton foi levado para o 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foi autuado por tentativa de homicídio. Ele admitiu que havia mentido a idade para os policiais e negou que tenha tentado matar o colega. Ele foi encaminhado para a cadeia pública de Manaus. A Unidade de Internação Provisória é o local onde os jovens infratores ficam alojados à espera de julgamento.