Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Lanterneiro é morto com quatro tiros no tórax na esquina de casa, no bairro Braga Mendes

Dois homens armados em uma moto chegaram ao local e efetuaram os disparos. Um amigo dele também foi atingido pelos tiros, mas sobreviveu

O crime aconteceu na rua Bela Vista, esquina com a rua Paraibana, no Braga Mendes, por volta das 00h30 de quinta (1º)

O crime aconteceu na rua Bela Vista, esquina com a rua Paraibana, no Braga Mendes, por volta das 00h30 de quinta (1º) (Luiz Vasconcelos)

O lanterneiro Anderson Kaio Rodrigues dos Santos foi morto com quatro tiros na madrugada desta quinta (1º) na esquina da casa dele, no bairro Braga Mendes, Zona Norte. O amigo dele, David Mar Lemos, 21, sofreu tentativa de homicídio, mas sobreviveu. Anderson e David ficaram internados no Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, porém Anderson não resistiu aos ferimentos e morreu.

Os dois estavam em via pública, na rua Bela Vista, esquina com a rua Paraibana, no Braga Mendes, por volta das 00h30. Dois homens em uma motocicleta da marca Bros, de cor preta e placas não identificadas, chegaram ao local armados e efetuaram vários disparos de arma de fogo. Anderson foi alvejado quatro vezes no tórax e David foi atingido de raspão nas costas. Os assassinos fugiram.

Conforme a assessoria de imprensa da Polícia Militar, uma equipe da 13ª Companhia Interativa Comunitária compareceu ao local do crime. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorreu as vítimas e as levou para o hospital. Anderson faleceu na manhã desta quinta e o corpo dele estava no Instituto Médico Legal (IML) esperando ser liberado por familiares.

Assassinato

Moradores da rua Bela Vista confirmaram o assassinato, mas negaram terem presenciado o crime. “Nessas horas não fica ninguém aqui na rua, todo mundo está dentro de casa. Ninguém aqui viu como aconteceu”, disse um morador de 41 anos que não quis se identificar. No local do crime, não havia vestígios de sangue.

Anderson morava sozinho em uma quitinete na rua Paraibana. Ele alugava o local como residência há cerca de três meses, conforme disseram vizinhos, e trabalhava como lanterneiro e com polimento de veículos. David mora no bairro Braga Mendes, mas a residência dele não foi localizada pela reportagem.