Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Legado da Copa em Manaus sob debate após obras inacabadas

Com a partida entre as campeãs mundiais Itália e Inglaterra, Manaus entrará, hoje à tarde, na rota do futebol mundial. Mas quanto a cidade realmente melhorou para o evento?

O aeroporto internacional Eduardo Gomes foi ampliado e ‘repaginado’, mas obra completa só será entregue no fim do ano

O aeroporto internacional Eduardo Gomes foi ampliado e ‘repaginado’, mas obra completa só será entregue no fim do ano (Luiz Vasconcelos)

A menos de 12 horas do primeiro e histórico jogo da Copa do Mundo de 2014 em Manaus, que vai reunir a tetracampeã Itália contra a campeã Inglaterra, a cidade ainda ostenta a realização de obras num dos pontos considerados principais para o evento e uma das grandes promessas para a melhoria da cidade: o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. Pronta mesmo ficou a Arena da Amazônia, que vai receber um público estimado em mais de 44 mil pessoas, inclusive torcedores italianos e ingleses neste sábado. Para o futuro, sobraram a promessa de um transporte público eficiente, da mesma forma que o sistema de comunicação, entre outros.

De acordo com informações da Empresa de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), melhorias destinadas ao atendimento da demanda prevista para a Copa foram entregues no final de maio. Com isso, a capacidade do Aeroporto de Manaus ampliou-se para 13,5 milhões de embarques e desembarques/ano, muito maior que a demanda prevista para 2014, que é de 4 milhões de passageiros. Novas salas de embarque e desembarque internacional remoto (sem o auxílio da ponte de embarque) ficaram prontas, assim como as praça de alimentação. As demais obras do restante do estacionamento – terão o cronograma redefinido após o mundial.

A empresa destaca o oferecimento ao turista da Copa um espaço de atendimento especial, com opções de entretenimento e prestação de serviço. É a Fun Zone, que funciona no saguão de desembarque do aeroporto, ao lado dos elevadores. Lá, os torcedores poderão assistir, em telões, a uma programação voltada para o futebol, obter informações sobre voos, além de poder usar jogos eletrônicos e acessar internet sem fio gratuita.

O governador José Melo destacou entre o legado as áreas de Segurança Pública e Turismo. com aquisição equipamentos modernos destinados a otimizar o trabalho dos policiais. Segundo ele, o Estado poderá se transformar em um grande destino do turismo de selva e ecológico com a visibilidade que a floresta preservada vai dar ao turista.

Prefeitura

Na cidade, a Prefeitura recapeou as principais vias da área do entorno da Arena da Amazônia. De acordo com o prefeito Arthur Neto, foram 62,5 quilômetros de ruas, serviço que foi estendido a outras áreas da cidade. Ele destacou ainda as obras de embelezamento, com a construção e reforma de calçadas, sarjetas, meios-fios e iluminação pública. Para os manauenses, esse é de fato um legado porque há muitos anos, ou seja, muitas administrações, não se via nem asfaltamento de péssima qualidade.

“Agora temos asfalto padrão Fifa, porque nós merecemos”, afirmou o comerciante Josenaldo Filho, 50, morador do bairro do Alvorada. Ele também cadastrou o veículo dele para poder ter acesso à sua residência, na rua 4, no dia dos jogos, mas até a última quinta-feira não sabia quando receberia esse cadastro autorizando a entrada.

Para os manauenses, esse é de fato um legado porque há muitos anos, ou seja, muitas administrações, não se via nem asfaltamento de péssima qualidade. “Agora temos asfalto padrão Fifa, porque nós merecemos”, afirmou o comerciante Josenaldo Filho, 50, morador do bairro do Alvorada.