Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Lotérica é assaltada por bando em shopping da Zona Leste

Quatro homens armados com pistolas de uso exclusivo da polícia levaram mais de R$ 50 mil do local; um dos assaltantes foi alvejado na perseguição

Lotérica funciona no 2º piso do UAI Shopping São José

Lotérica funciona no 2º piso do UAI Shopping São José (Reprodução/Internet)

Uma quantia de mais de R$ 50 mil foi roubada da casa lotérica Guerra, localizada no segundo piso do UAI Shopping São José, Zona Leste, no final da manhã desta quarta (4) por quatro homens armados com pistolas de uso exclusivo da Polícia Civil. Durante a fuga, um dos suspeitos foi atingido com dois tiros e outros três comparsas conseguiram fugir, levando a dinheiro do assalto.

O fato aconteceu por volta das 11h45, quando um dos assaltantes se aproximou do guichê e ficou alguns minutos verificando a movimentação de clientes. Quando uma das funcionárias estava de saída para o almoço, ao abrir a porta, o bandido se aproveitou e entrou imediatamente nas dependências da loteria. Na hora houve um corre-corre, alguns clientes se jogaram ao chão. Logo em seguida,  o comparsa apareceu com dois seguranças que ele havia rendido nas proximidades da loteria. 

 Segundo informações de clientes, um terceiro assaltante estava no primeiro piso e impedia a passagem dos clientes  alegando se tratar de uma operação da polícia civil. O último integrante da quadrilha, Alexandre Montalvão da Silva, 42,  estava do lado de fora do shopping e, de acordo com testemunhas,  usava uma peruca. 

Durante o assalto, os bandidos usaram a mochila de um dos funcionários para colocar o dinheiro e ao fugir, um dos assaltantes ainda disparou um tiro no estacionamento para afastar os seguranças. Na ação, eles roubaram quatro motocicletas, sendo duas de mototaxistas. Na  fuga, ao passar  rua Iranduba, próximo  a rua do Sesi, Alexandre foi atingido por  um tiro de raspão na cabeça e outro na perna, supostamente por um policial militar de folga. O suspeito ainda foi agredido pela população até a chegada da viatura da 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que vinha em perseguição.  

“Quando chegamos no local, o suspeito estava no chão e com ele, havia uma pistola .840 da Polícia Civil”, declarou o cabo Roberto Queiroz, da 9ª Cicom.  Alexandre foi encaminhado ao Pronto Socorro João Lúcio, no São José, e passou por procedimentos. 

Um funcionário da casa lotérica foi ao 9º  Distrito Integrado de Polícia (DIP)   registrar a ocorrência e levar as gravações das câmeras de segurança da loteria para identificar os suspeitos do roubo. O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Roubos, Futos e Defraudações (DERFD). 

Alexandre Montalvão da Silva responde a dois processos na Justiça por falsificação de documento e tentativa de roubo.  A primeira foi em dezembro de 2010 quando ele veio foragido de Belém (PA). Em Manaus foi preso por roubo e apresentou uma carteira de identidade falsa, segundo ele, comprada por R$ 50 em Belém (PA). O segundo processo é por tentativa de roubo, ocorrido em abril de 2012. No mesmo dia ele havia fugido do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).