Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Lotéricas lotam e amazonenses sonham com R$ 219 milhões para 2014

Estabelecimentos em Manaus ficaram lotados. O ganhador que optar por aplicar na poupança terá rendimento pouco mais de R$ 1 milhão

Lotérica na Compensa: fila para ter a chance de realizar sonhos; em todo o País, até essa segunda feira (30), foram 256 milhões de apostas

Lotérica na Compensa: fila para ter a chance de realizar sonhos; em todo o País, até essa segunda feira (30), foram 256 milhões de apostas (Erica Melo)

Os apostadores de última hora deixaram algumas casas lotéricas de Manaus lotadas ontem para tentar a sorte na Mega Sena da Virada. Nas filas para a compra do bilhete, mais que pessoas, sonhos e planos se enfileiravam para ‘abocanhar’ o prêmio que este ano pode ficar em torno de R$ 219 milhões, segundo estimativa da Caixa Econômica Federal.

Os planos vão desde a compra de automóveis, apartamentos, aplicações em banco, dividir com a família, ajuda ao próximo e até dar a volta ao mundo.

O prêmio milionário tem enchido os apostadores de Manaus de entusiasmo. Todos querem tirar a sorte grande e começar 2014 com a conta bancária bem atraente. O apostador Pedro Cavalcante, 55, investiu R$ 200 em bilhetes para a Mega Sena da Virada.

Ele disse estar confiante nas suas apostas e com o prêmio quer poder ajudar muitas pessoas carentes. “Conto com a sorte pra poder fazer mais isso. Já ganhei prêmios menores e ajudei como pude”. Pedro Cavalcante já foi ganhador de uma aposta na Loteria Esportiva e na época conquistou um prêmio equivalente a R$ 8 mil.

Para o ambulante Cristiano Ferreira, 50, apostar em um jogo foi o suficiente para alimentar a esperança de começar 2014 milionário. O plano é dividir uma parte do dinheiro com a família e investir o restante no banco. Antes disso, Cristiano ainda ajudou alguns apostadores com a venda de canetas em frente à loteria.

Se ganhar a bolada, o pedreiro Luís Costa, 58, disse que quer comprar um carro e um apartamento primeiramente. “Depois penso no que eu faço com o resto”, disse.

Com o espírito aventureiro, o universitário Marcos Vinhedo, 23, só pensa em dar a volta ao mundo. “Quero viajar muito”.