Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

MPT realiza nova vistoria nas obras da Copa, em Manaus

Canteiros de obras Aeroporto Eduardo Gomes e COT do Coroado fizeram adequações em relação à segurança dos trabalhadores


O Ministério Público do Trabalho no Amazonas (MPT 11ª Região) realizou na manhã desta sexta-feira (31) uma diligência nas obras do Aeroporto Internacional de Manaus e do Centro Oficial de Treinamento (COT) do Coroado, respectivamente, onde constataram as adequações dos canteiros de obras em relação à segurança dos trabalhadores. O problema foi relatada pela fiscalização no mês de janeiro, o que levou à interdição por alguns dias de ambos os canteiros de obras.

A fiscalização de hoje foi realizada em parceria com a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Amazonas (SRTE/AM) e pelos procuradores do Trabalho Jeibson dos Santos Justiniano e Jorsinei Dourado do Nascimento.

Algumas adequações às normas regulamentadores de segurança do trabalhador no canteiro de obras do aeroporto já puderam ser notadas. No entanto, o procurador do trabalho e os auditores fiscais ainda constataram irregularidades pontuais. “Através da avaliação realizada hoje com a parceria da SRTE, foi detectado que houve uma melhora. No entanto, ainda persistem algumas questões pontuais como, por exemplo, a fixação dos andaimes, que ainda precisam ser adequadas. Como a SRTE atua na parte técnica da diligência, é necessário esperar o laudo dos auditores para que haja alguma conclusão”, disse Jeibson Justiniano.

Uma audiência na Justiça do Trabalho está marcada para a próxima segunda-feira (3) para apresentação dos resultados e relatórios de fiscalizações.

COT Coroado

O Centro Oficial de Treinamento (COT) do Coroado, que será usado pelas equipes que vão jogar o mundial de futebol em Manaus, foi vistoriado pelo procurador do trabalho Jorsinei Dourado do Nascimento e por outros dois auditores fiscais da SRTE/AM. A diligência foi direcionada ao trabalho em altura, funcionamento de máquinas e equipamentos elétricos e instalação de equipamentos de segurança.

“De modo geral a obra apresentou uma melhora significativa, mas ainda existem pendências que oferecem riscos aos trabalhadores. Na obra pode-se verificar ainda algumas irregularidades em relação ao risco de queda e de acidentes elétricos e o objetivo do MPT é eliminá-los em sua totalidade”, afirmou o procurador Jorsinei Nascimento.

Um relatório será encaminhado ao juiz responsável pelo processo, para a adoção das medidas judiciais cabíveis.