Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Batalhão Ambiental apreende madeira ilegal em barco

O barco A.Santos transportava dez metros cúbicos de madeira a mais do que os 30 metros declarados no Documento de Origem Floresta (DOF)

A madeira que era transportada pelo barco pertence à empresa MS Gato e seria comercializada em Manaus

A madeira que era transportada pelo barco pertence à empresa MS Gato e seria comercializada em Manaus (Divulgação )

O barco A. Santos foi parado por policiais militares do Batalhão de Policiamento Ambiental após ser flagrado carregando uma quantidade de madeira acima do especificado no Documento de Origem Florestal (DOF). Segundo a polícia, o documento declarava cerca de 30 metros cúbicos de madeira para a comercialização, porém a embarcação transportava aproximadamente dez metros a mais não declarados.

A abordagem ao barco aconteceu na tarde da última segunda-feira (20), no Porto do Demétrio, no bairro Colônia Oliveira Machado, Zona Sul. Porém, a contagem final aconteceu nesta quarta-feira (22). O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) realiza uma nova contagem do material apreendido para lavrar a multa por crime ambiental.


A madeira que era transportada pelo barco pertence à empresa MS Gato e seria comercializada em Manaus. O dono da embarcação e um representante da empresa, que não tiveram os nomes revelados, foram encaminhados para a sede da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente e Urbanismo (DEMA), onde devem assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e responderem pelo crime em liberdade.

De acordo com o cabo Marques do Batalhão Ambiental, a madeira veio do município de Novo Aripuanã (localizado a 229 quilômetros de Manaus) e deve ser doada para instituições inscritas na Delegacia de Meio Ambiente.