Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Comando da PM afasta tenente-coronel de cargo de confiança após se envolver em acidente

Helliton Levy Sá era assessor de gabinete do subcomandante e é acusado de bater em quatro veículos e depois fugir. Ele estaria embriagado e teria agredido uma das vítimas com uma tapa durante a confusão

O tenente-coronel Hellyton Levy já é investigado e responde por dois processos na corporação

O tenente-coronel Hellyton Levy já é investigado e responde por dois processos na corporação (Reprodução/Internet)

Após se envolver em um acidente de trânsito - onde bateu em quatro veículos estacionados - e fugir do local, quando estaria supostamente alcoolizado, o tenente-coronel da Polícia Militar (PM) Helliton Levy Carvalho Sá foi afastado do cargo de confiança do Comando da corporação nesta terça-feira (28). Ele era assessor de gabinete do subcomandante geral e vai responder um processo administrativo disciplinar.

A determinação partiu do comandante da PM, o coronel Almir David, que o retirou do cargo. O tenente-coronel foi acusado por testemunhas de ter batido em quatro veículos na noite do último domingo (26), quando subia uma ladeira na rua Fernão Dias Paes Leme, no bairro Dom Pedro, na Zona Centro-Oeste de Manaus.

Ele dirigia uma picape modelo Chevrolet S-10, de cor preta e placas OAL-9567, e fugiu do local após o acidente. As vítimas o seguiram até a casa onde o militar mora, no Conjunto Versalles 2, e chamaram a polícia.

Edson Oliveira, que teve o carro envolvendo no acidente, foi agredido com uma tapa pelo militar, aparentemente sob o efeito de bebida alcoólica. Na ocasião, os PMs da 10ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) teriam se recusado a atender a ocorrência, além dos policiais civis do 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), que se negaram a registrar o Boletim de Ocorrência (B.O).

O registro somente ocorreu após as vítimas acionarem os seus advogados. O caso também foi registrado na Corregedoria da Polícia na Secretária de Segurança Pública (SSP). De acordo com a polícia, o tenente-coronel Hellyton Levy já é investigado e responde por dois processos na corporação.