Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Detran-AM realiza blitz da Lei Seca e detém veículos e adolescentes alcoolizados

Um instrutor de auto-escola foi flagrado alcoolizado durante a fiscalização que visa reduzir os números de acidentes na cidade principalmente nas áreas de casas noturnas, como a avenida do Turismo

Detran-AM realiza blitz da Lei Seca itinerante para reduzir os números de acidentes

Detran-AM realiza blitz da Lei Seca itinerante para reduzir os números de acidentes (Divulgação)

Até as oito horas deste sábado (25) o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-Am) havia fiscalizados 500 veículos, apreendido 35, registrado 22 casos de alcoolemia e quatro flagrantes de embriaguez no volante sendo (2 tenentes da aeronáutica, 1 professor de autoescola e mais um condutor), na avenida do Turismo, Zona Oeste de Manaus.

A blitz da Lei Seca itinerante deve acontecer nos lugares onde segundo o diretor do Detran-Am, Leonel Feitosa, acontecem a maior quantidade de acidentes com vítimas fatais: avenida do Turismo, Eldorado, avenida Torquato Tapajós.

“Realizamos fiscalizações todos os dias, mas vamos atacar a esses locais para preservar a vida dos nossos jovens precisam se conscientizar, encontramos adolescentes de 17 anos sem habilitação, alcoolizado e dirigindo, um risco para ele para outros”, destacou Leonel.

A fiscalização teve início às 21h de sexta-feira (24) e não tem hora para terminar, isso porque a partir das 4 horas da manhã quando os jovens começaram a sair das boates e casas noturnas, alcoolizados e perceberam a fiscalização ficaram nos canteiros e pelas calçadas, pois se entrassem em seus veículos seriam notificados.

Resgatados pelos pais

De acordo com Leonel, muitos jovens foram levados para casa pelos pais, que se deslocaram até a avenida do Turismo para levarem os filhos em sua maioria jovens entre 17 e 26 anos que não estavam em condições de dirigir.

“Hoje em dia os jovens não bebem cerveja, misturam bebidas fortes com energéticos o que deixa o teor alcoolico ainda maior, o que vemos aqui são jovens com garrafas de bebidas embaixo do braço é um risco”, descreveu

Sem vítimas fatais

Neste fim de semana não registramos acidente com vítimas fatais, estamos prezando pela vida e assim será.

“Vamos nos revezar para conseguir o sucesso em nossas ações, estamos na segunda turma de agentes e não temos hora para terminar, só sairemos daqui quando o último jovem for resgatado por alguém que não esteja alcoolizado”, afirmou.

Mulheres são maioria

O diretor do departamento se surpreendeu ao perceber que a maioria dos veículos que se deslocam as festas e casas noturnas são conduzidos por mulheres.

“A gente vê que chegam carros com quatro a cinco mulheres ou apenas um homem, mas é preciso escolher um amigo da vez para dirigir ou mesmo pedir que alguém venha buscar, não queremos perder esses jovens para o álcool”, reforçou.