Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Edital da Universidade do Estado do Amazonas estimula interesse pela docência

São 651 vagas no programa de bolsa de iniciação destinado a quem tem intenção de ser professor

Programa de bolsa  incentiva os alunos de graduação da instituição a seguir carreira no magistério por meio da convivência com os alunos da rede pública

Programa de bolsa incentiva os alunos de graduação da instituição a seguir carreira no magistério por meio da convivência com os alunos da rede pública

A Universidade do Estado do Amazonas (UEA) lançou nesta quinta-feira (28) um edital destinado a selecionar 651 alunos de cursos de licenciatura para o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) do Ministério da Educação (MEC). O programa vai oferecer bolsas de estudos a estudantes de graduação, coordenadores e supervisores em dez municípios, incluindo a capital, para desenvolverem projetos de pesquisas em escolas da rede pública.

O objetivo, segundo a pró-reitora de Graduação da instituição de ensino, Elisabeth Brocki, é estimular os alunos da graduação a seguir a carreira do magistério. As inscrições vão até o dia 4 de julho próximo.

Desde 2009 participando do programa, a UEA tem atualmente 77 estudantes bolsistas. A proposta de aumentar o número de participantes da UEA foi ao encontro de um programa nacional de estímulo à docência do MEC, por isso o aumento do número de bolsas foi expressivo, explicou a pró-reitora, que no projeto encaminhado à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes), incluiu discentes da capital e dos municípios de Manacapuru, Itacoatiara, Parintins, Tabatinga, Tefé, Coari, Apuí, Beruri e Manicoré.

Bolsas
No total, serão 651 bolsas no valor R$ 400 para os discentes, 101 bolsas no valor R$ 765 para o professor supervisor e 37, no valor de R$ 1.400 para professor coordenador.

O projeto envolve todas as licenciaturas da UEA e nos centros, sendo incluídos alguns cursos modulares do interior, disse Elisabeth, explicando que os alunos vão desenvolver os projetos nas escolas da rede pública, o que permitirá a criação de vínculos entre os futuros mestres e as salas de aula, promovendo uma articulação entre a educação superior e as escolas dos sistemas estaduais e municipais.

“O Pibid aproxima a universidade da realidade da educação básica em motiva os alunos que são os que irão participar dos concursos públicos da rede de ensino”, explicou Elisabeth Brocki.

O programa tem duração de um ano, mas pode ser renovado até a formatura do estudante.