Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Estudantes do CEL participam de evento das Nações Unidas, em Brasília

Segundo a orientadora educacional do Literatus, Iracy Rocha, a instituição levará ao SiNUS a maior delegação da capital amazonense

Estudantes do CEL participam de evento das Nações Unidas, em Brasília

Estudantes do CEL participam de evento das Nações Unidas, em Brasília (Divulgação)

No período de 30 de abril a 04 de maio, 20 estudantes do ensino médio do Centro Educacional Literatus (CEL) participam da Simulação das Nações Unidas para Secundaristas (SiNUS), em Brasília (DF). O evento é organizado desde 2002 por alunos da  Universidade de Brasília (UnB) com o apoio do Instituto de Relações Internacionais (IREL), vinculado a esta instituição superior. Nele, cerca de 700 adolescentes de todo o Brasil simulam fóruns multilaterais, a exemplo dos que são promovidos por órgãos da ONU, cortes internacionais e agências de jornalismo internacional.

Segundo a orientadora educacional do Literatus, Iracy Rocha, a instituição levará ao SiNUS a maior delegação da capital amazonense. “Os alunos do CEL participam do evento há cerca de cinco anos. Eles se inscrevem, escolhem o País que desejam representar e, assim que são selecionados, iniciam a preparação para a simulação”, explica.

Nessas simulações, os estudantes assumem o papel de diplomatas, Chefes de Governo, juízes e repórteres e, ao representarem diversos países membros da ONU, discutem assuntos importantes da agenda internacional.

 Iracy aponta que, através da experiência em participar do SiNUS, os alunos  conquistam crescimento pessoal, profissional e social. “Lá, eles podem discutir a realidade de diversos países, desde a moda, gastronomia, filosofia, história, economia, meio ambiente, política, entre outros assuntos que são um verdadeiro aprendizado nos cinco dias de evento”, comentou a orientadora.

Para isso, os estudantes necessitam ter feito o “dever de casa”, ou seja, ter pesquisado sobre o seu comitê, seu tópico, política externa do seu país e de outros, além de ter acompanhado as notícias internacionais em canais, websites ou jornais e veículos como BBC Brasil, CNN, The Economist e Reuters Brasil.

 Os participantes também tem a oportunidade de trabalhar diversas habilidades cruciais para seu futuro, como a negociação e a boa comunicação. Estas ferramentas fazem toda a diferença nos mais diversos ambientes: na apresentação escolar, na barganha na hora das compras, nos diálogos do dia-a-dia e, especialmente, na carreira profissional.

De acordo com a estudante do 3° ano e chefe da delegação, Maria Paula Santos, todos os participantes estão animados com o evento. “Será uma experiência única em que aprenderemos desde como se portar diante do público, sermos mais conscientes do nosso papel na sociedade e críticos com o que acontece no Mundo. Após o evento acredito que não iremos mais ler ou assistir uma notícia internacional da mesma forma”, comentou.

Para a estudante do 3° ano, Paula Cecília Fernandes, de 16 anos, que já participou da edição anterior do SiNUS, o evento proporcionou a chance de conhecer estudantes de todo o País e sociabilizar com diferentes culturas. “É também uma oportunidade de aprender temas da atualidade que podem ser úteis na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), seja em alguma questão ou na redação”, avalia.

*Com informações de assessoria de comunicação.