Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Falso PM é preso com objetos de uso exclusivo e motocicleta do Ronda no Bairro

Rodrygo Araújo usava o fardamento da PM e chegou a participar de operações policiais, segundo fotos encontradas em seu celular

  • Rodrygo Araújo participava de operações da força de segurança como policial
    FOTO: Divulgação
  • Rodrygo Araújo participava de operações da força de segurança como policial
    FOTO: Divulgação
  • Rodrygo Araújo participava de operações da força de segurança como policial
    FOTO: Divulgação
  • Rodrygo Araújo participava de operações da força de segurança como policial
    FOTO: Divulgação

Usando fardamento da Polícia Militar e portando coletes balísticos e armamento de uso exclusivo, Rodrygo de Araújo Apoliano, de 21 anos, foi preso em flagrante na noite desta segunda-feira (21) após se passar por policial e enganar a força de segurança do Estado do Amazonas. Ele foi surpreendido pela polícia ao chegar em sua casa, localizada na rua 75, núcleo 4, bairro Cidade Nova, na Zona Norte de Manaus, utilizando uma motocicleta que pertence ao programa de segurança pública Ronda no Bairro. 

De acordo com policiais militares da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), a guarnição estava em patrulhamento pelo bairro quando recebeu a denúncia de que um homem estava se passando por policial, andava armado e usava uma motocicleta da Polícia Militar. Os policiais chegaram ao local indicado e ficaram escondidos aguardando o suspeito voltar para a residência.

Por volta das 22h, Rodrygo chegou ao local e estava no veículo informado pela denúncia, de placas OAH-7528. A motocicleta pertence ao programa Ronda no Bairro e deveria estar sendo utilizada por policiais militares da 27ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Ele foi abordado e se identificou como PM, mas ao ser interrogado confessou que não era policial.

Na casa de Rodrygo foram apreendidos um fardamento completo e um certificado de reconhecimento da Polícia Militar, quatro coletes da Polícia Civil, dois coletes da PM, um coturno, dois gorros utilizados pela polícia, conhecidos como “balaclavas”, um cinto, dois coldres, 40 trouxinhas de maconha, uma porção grande de maconha, uma porção pequena de cocaína, um carregador de pistola PT 840, uma bandoleira de calibre 12, uma farda completa da PM, um colete de investigador da PC, cinco camisas da PM, duas sirenes, doze munições calibre 12, duas algemas, uma carteira com o símbolo da corporação e um estojo para fumo.

Em depoimento, o falso PM declarou que fez o concurso da instituição em 2011 e mesmo não passando no certame ele entrou com um recurso na justiça e conseguiu liminar para exercer a função. Em 2012, a decisão foi suspensa e Rodrygo decidiu não informar a corporação e continuou enganando os colegas de trabalho, amigos e parentes.

No celular do suspeito a polícia encontrou fotos dele em operações policiais e um vídeo onde aparece com policiais civis cumprindo um mandado em uma das casas dos suspeitos investigados.

Rodrygo foi encaminhado ao 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foi autuado por tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e usurpação de função pública. Ele será levado para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa.

SSP recebeu denúncias

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a prisão do suspeito foi efetuada depois de receber várias denúncias contra Rodrygo feitas através do Disque 181 e Disque 190 de que ele se passava por policial.

Segundo a SSP, já foram iniciadas as investigações para identificar como e porque o suspeito conseguiu se passar por policial, ora civil, ora militar. "A Corregedoria-Geral pode ser acionada após a conclusão do inquérito caso se verifique indícios de participação de qualquer membro do sistema nas ações de Rodrygo", destacou a secretaria em nota.

Rodrygo era conhecido por representantes da força de segurança. Em sua página pessoal em um rede social, o falso PM possui um círculo de amizades com oficiais, praças e guarnições da Polícia Militar.