Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Família se salva após carro capotar e cair em barranco na AM-010 neste domingo (2)

O motorista de uma Hilux tentou ultrapassar o carro da família em alta velocidade e ocasionou o acidente. Seis pessoas estavam no carro, entre elas três crianças, que tiveram apenas escoriações pelo corpo

Seis pessoas estavam no carro, entre elas três crianças, que tiveram apenas ecoriações

Seis pessoas estavam no carro, entre elas três crianças, que tiveram apenas escoriações (Divulgação/PM)

Seis pessoas de uma mesma família, entre elas três crianças, tiveram apenas escoriações pelo corpo após um grave acidente no KM 32, da rodovia AM-010 no fim da tarde deste domingo (2). A família estava retornando para Manaus quando capotou e caiu em um barranco. O acidente aconteceu depois que o motorista tentou desviar de outro veículo, que tentou ultrapassar em alta velocidade.

De acordo com policiais da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), as vítimas estavam em um carro, modelo Siena, de cor vermelha e placas JWZ-5303, quando o motorista Paulo Enaldo Paixão, 37, foi surpreendido por outro veículo, uma Hilux de placas não identificadas, ao tentar uma ultrapassagem.

Paulo imediatamente jogou o carro para direita, mas perdeu o controle do veículo e caiu no barranco. O carro capotou duas vezes antes de parar entre as árvores.


O segundo tenente Daniel Fragas informou a nossa equipe de reportagem que por um “milagre” as vítimas sofreram apenas escoriações pelo corpo, apesar dos danos materiais do veículo.

A família informou que o condutor da Hilux, que ocasionou o acidente, estava aparentemente embriagado e dirigia em alta velocidade. Após o capotamento ele teria parado no acostamento, mas decidiu seguir viagem antes da chegada da polícia.

Os adultos receberam atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foram liberados. Apenas as crianças de 12, 8 e 6 anos respectivamente foram encaminhadas para Hospital e Pronto Socorro (HPS) Dr. João Lúcio.