Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Frota de ônibus reduzida nesta segunda-feira (10)

As principais zonas da cidade afetadas pela redução da frota são a Oeste, Centro-Sul, Centro Oeste e Sul e rodoviários ameaçam paralisação geral a partir de amanhã (11)

A população teve que esperar  os ônibus alguns minutos a mais nas paradas nesta segunda-feira (10)

A população teve que esperar os ônibus alguns minutos a mais nas paradas nesta segunda-feira (10) (Arquivo AC)

Na manhã desta segunda-feira (10), trabalhadores do transporte coletivo entraram greve por melhorias de trabalho em Manaus. Até as 9h apenas 70% da frota está rodando na cidade e a partir deste horário será reduzido para 30%, cumprindo assim a determinação da liminar do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (TRT-AM).

De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM), Élcio Campos, as principais Zonas da cidade afetadas pela redução da frota são a Oeste, Centro-Sul, Centro Oeste e Sul que são atendidas pelas empresas Via Verde, Via São Pedro e Açaí Transportes. Global, Rondônia, Expresso e Integral, que atendem as Zonas Leste de Norte, estão com 100% dos ônibus circulando.

Élcio Campos declarou que o sindicato quer negociar com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) e aguarda uma reunião ainda nesta segunda-feira. As principais pautas de reivindicação são: um acordo com as empresas do setor de transporte pela convenção coletiva de 2013, pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PRL) de alguns funcionários, a extinção da compensação de horas de trabalho e o fim da perseguição de funcionários.

“Vamos ficar com 30% da frota rodando até as 17h e retornamos com 70% após esse horário. Queremos negociar e uma prova disso é termos liberado os coletivos das Zonas com maior movimentação. Se até o fim da tarde não conseguirmos um acordo, amanhã vamos fazer uma paralisação geral”, declarou Campos.

A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) informou que apenas cinco empresas liberaram 100% da frota. Fiscais do órgão e do Sinetram estiveram nas ruas desde as 3h fiscalizando a saída dos coletivos das garagens.