Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Funcionários da prefeitura lacram a entrada da Remulo's com tijolos

A ação é para evitar que o local volte a funcionar clandestinamente, retirando os lacres colocados pelos órgãos municipais

A casa noturna foi fechada por estar com o alvará de funcionamento vencido, além de desvio de função

A casa noturna foi fechada por estar com o alvará de funcionamento vencido, além de desvio de função (Divulgação)

A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) lacrou a entrada da casa noturna Remulo's Club, localizada na rua Lobo D’almada, no Centro, Zona Sul nesta sexta-feira (6) com um muro de tijolos. O local foi fechado na tarde de quinta-feira (5), durante a realização da Operação “Centro Seguro 4”.

A casa noturna foi fechada por estar com o alvará de funcionamento vencido, além de desvio de função por utilizar uma autorização para funcionar como hotel, porém atuavam como motel. A polícia encontrou drogas em alguns quartos do estabelecimento, que serviam também como moradia garotas de programa estrangeiras. A construção do muro é para evitar que o local volte a funcionar clandestinamente, retirando os lacres colocados anteriormente pelos órgãos municipais.

A Operação "Centro Seguro 4" foi realizada pelo Governo do Estado do Amazonas, por meio da Polícia Civil e com parceria de órgãos da Prefeitura Municipal de Manaus (PMM). Na ocasião foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão, sendo 14 alvos vistoriados. Noventa e três policiais civis envolvidos e mais setenta profissionais das Secretarias de Finanças (Semef), Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Divisão de Vigilância Sanitária (Dvisa) e Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb). 

Entre os locais vistoriados estão: Bingo (antigo Spectro) – que foi interditado pela Semef por prática de jogo de azar e aprendido máquinas caça-níqueis e R$ 11.296,20 mil em espécie. Paris I e Paris II que foram lacrados pela Dvisa e Semef, Hotel Millenium I que também foi interditado e um dos clientes, identificado como Sidney Guimarães de Oliveira, 20, assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por uso de entorpecentes, além de ligação clandestina de água no estabelecimento.

Foram lacrados ainda o Hotel Opção, Bar Eclipse, Hotel Palácio do Lobo, Hotel Verão e Hotel Magistic. No Restaurante Delícia Grill foi constatado o furto de energia elétrica, o famoso “gato”, e o local foi notificado.