Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Homens são encontrados mortos em casa abandonada na Zona Norte de Manaus

Iderson Alfaia de Moura, 23, P “Gê”, e Alessandro Ferreira Maciel, 16, o “Loirinho”, foram encontrados com diversas marcas de arma de fogo pelo corpo

O IML foi até o local remover o corpo das vítimas

O IML foi até o local remover o corpo das vítimas (Antonio Menezes)

Corpos de dois rapazes foram recolhidos pelo Instituto Médico Legal (IML) na manhã desta sexta (31) na comunidade Gustavo Nascimento, na Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus. Iderson Alfaia de Moura, 23, P “Gê”, e Alessandro Ferreira Maciel, 16, o “Loirinho”, foram encontrados com diversas marcas de arma de fogo pelo corpo.

Os dois foram alvejados por volta das 6h30, dentro de uma casa de alvenaria em construção no rip-rap do beco Efrain, na rua Franciele Nascimento. Outro jovem, identificado apenas como Elder, também foi atingido pelos tiros, mas conseguiu escapar e se salvar. “Ninguém mora aí nessa casa, que é só o tijolo. Eles só vieram para dormir”, disse um morador.

Segundo a polícia, dois assassinos chegaram em um carro Fiat Uno não identificado, cometeram o crime e fugiram. Iderson e Alessandro estariam dormindo no chão da casa e Elder, sobrevivente, estava acordado no momento que o local foi invadido. Iderson foi atingido por dos tiros no braço e na nuca. Alessandro foi alvejado no pescoço, peito e ombro.

Policiais militares da 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) estiveram no local do crime. “Os caras (assassinos) botaram na cabeça deles (vítimas) que era para dormirem aí. Foi uma emboscada”, informou Jeferson, o irmão de Iderson.

Conforme a polícia, Iderson e Alessandro estariam envolvidos em roubo de motocicletas, o que foi confirmado pelo pai de Iderson, que disse que o filho chegou a guardar motos roubadas em casa. Uma moradora amiga de Alessandro, o mais jovem, disse que o mesmo não tinha onde morar. “A mãe dele não cuidava dele. Desde pequeno ele era abandonado”, disse.

O duplo homicídio está sendo investigado pela DEHS, que desconfia que o crime tenha sido motivado por acerto de contas. Elder não foi localizado pela reportagem em nenhum hospital. Segundo a assessoria da Polícia Civil, Iderson tinha passagem na Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai) por furto.