Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Hotéis e bares interditados seguem fechados por falta de regularização

Os estabelecimentos, entre eles a casa noturna Rêmulo's Club, continuam fechados após a operação "Centro Seguro"

 Durante o dia de domingo, os estabelecimentos fechados pela operação estavam com os lacres intactos

Durante o dia de domingo, os estabelecimentos fechados pela operação estavam com os lacres intactos (Antônio Menezes)

Hotéis da rua Lobo D’Almada, no Centro, que foram interditados durante a Operação Centro Seguro 4, continuam fechados. Passados três dias que os estabelecimentos irregulares tiveram que fechar as portas, até ontem não havia sinais de que tinham conseguido se regularizar para voltarem a funcionar.

Na mesma rua, o proprietário de um bar que preferiu não se identificar, comentou que alguns dos estabelecimentos chegaram a receber ordens judiciais anteriores a operação e foram fechados. Mas ele também disse lembrar desta ser a primeira vez que estabelecimentos da área que foram lacrados anteriormente manterem as portas fechadas no dia seguinte.

A CRÍTICA constatou neste domingo (8) que as entradas dos hotéis permaneciam com adesivos, colocados durante a operação, indicando que estavam interditados. Nos locais também não se via movimentação nem mesmo de funcionários.

Apenas a entrada da boate Rêmulos Club, foi fechada com um muro de alvenaria pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) para impedir a reabertura do local, que também funcionava como motel, sem autorização.

Em janeiro deste ano, o Rêmulos Club foi interditado durante outra fiscalização da Prefeitura de Manaus realizada em várias casas noturnas. Naquele mês, a ação foi determinada pelo prefeito Artur Neto para evitar tragédias como a que ocorreu na boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, também no início deste ano.

Durante a fiscalização realizada em janeiro, foi constatado pela Secretaria Municipal de Finanças (Semef) que o Rêmulos Club não possuía o alvará de funcionamento. Passados 11 meses, o Rêmulos foi fechado novamente pela Semef porque tinha  alvará, mas para funcionar como boate e pensão e não para funcionar como motel, conforme foi constatado durante a Operação Centro Seguro 4, realizada na quinta-feira (5).

Entre os hotéis lacrados também estão o Paris 1 e 2, Milenium 1, Opção, Magistic, Nossa Pensão e Eclipse. De acordo com a Divisão de Vigilância em Saúde (Dvisa), a maioria dos estabelecimentos foi fechada por oferecer risco eminente à saúde humana devido a falta de cuidados com a higiene.

O alvo da operação também foi o bingo ‘Asas da Sorte’, que funcionava há mais de dois anos em uma antiga casa noturna na rua Lobo D’Almada. A polícia apreendeu dinheiro e máquinas eletrônicas. O local também permanece lacrado.