Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Após última partida entre Suíça e Honduras, Manaus encerra sua participação na Copa

Se no início havia um clima de desconfiança e descrédito, Manaus surpreendeu e deixa o mundial de bem com o mundo

Torcedores assistem Suiça e Honduras na Arena da Amazônia

Torcedores assistem Suiça e Honduras na Arena da Amazônia (Márcio Silva)

Manaus encerrou, nesta quarta-feira (24) com o jogo entre Honduras e Suíça, na Arena da Amazônia, sua participação como cidade-sede da Copa do Mundo. Foram quatro jogos que reuniram 160 mil espectadores no estádio, entre torcedores amazonenses e turistas de todo o mundo, sem contar as transmissões públicas que já reuniram quase 300 mil pessoas nestes 13 dias de Mundial. E se no início havia um clima de desconfiança e descrédito, Manaus surpreendeu e deixa o mundial de bem com o mundo. 

Tão criticada desde sua escolha, a capital amazonense se vestiu com as cores da bandeira do Brasil - suas ruas decoradas são literalmente prova disso – e mostrou-se grande. Grandeza que pode ser vista desde a primeira disputa na Arena, que juntou dois gigantes europeus: a tetracampeã Itália e a imponente Inglaterra.

Foi exatamente o jogo entre as duas seleções no dia 14 de junho que levou, pela primeira vez, Manaus para o centro da maior audiência televisiva deste ano nos dois países. Segundo dados divulgados pela FIFA, 27 milhões de telespectadores assistiram à partida somente na Inglaterra e Itália, quebrando também o recorde televisivo nestes dois países. Os números foram divulgados com base na audiência das emissoras licenciadas, que possuem direitos de transmissão. Além da Arena, espectadores dos dois países puderam conhecer mais sobre a cidade e a cultura de Manaus.

Saltando da Europa para o Amazonas, a receptividade do povo acolheu a todos, sem distinção. Ingleses, italianos, camaronenses, croatas, americanos, portugueses, hondurenhos, suíços e muitas outras nacionalidades que não tinham seus times em campo, mas uniram a paixão pelo futebol com a curiosidade sobre a Amazônia e por aqui aportaram. Por toda a cidade, turistas eram vistos caminhando à vontade, como se estivessem em seus próprios países.

Exemplo era o casal inglês, Mike e Gillie, moradores de Mendham. “Estamos encantados por Manaus e pretendemos voltar nas próximas férias para ficarmos mais tempo”, afirmaram.

Pela primeira vez em Manaus, o casal de eslovênios não poupou elogios para as belezas naturais da região, como o rio Negro. “Água linda. Nunca vi nada igual”, disseram Djaneiren Djin e Eduard Djin.

Os turistas que visitaram a cidade também elegeram points, onde puderam vivenciar Manaus em sua essência como o Complexo Turístico Ponta Negra, onde é realizada a FIFA Fan Fest; e o Largo São Sebastião, no Centro, que reuniu diariamente milhares de torcedores no período em que os quatro jogos foram realizados na cidade. No dia da disputa entre Brasil e Camarões, 52 mil torcedores passaram pelo perímetro da Fan Fest – recorde de público que bateu em Manaus o dia da abertura da Copa, quando o evento na Ponta Negra recebeu 47 mil pessoas.

O inglês Paul Robert aproveitou a estadia na capital amazonense para acompanhar não apenas o jogo da seleção inglesa contra a Itália, mas também para conhecer a cidade e desmistificar os comentários que a apontavam como perigosa. “Manaus é fantástica, maravilhosa. Estou aproveitando o tempo para conhecer tudo que a cidade oferece”.

Mesmo com o fim dos jogos em Manaus, a cidade continua na torcida pela seleção brasileira, cujos jogos podem ser acompanhados em diversos pontos da cidade, como na avenida Itaúba, no Jorge Teixeira, Zona Leste. Na disputa entre Brasil e Camarões, a transmissão pública na via bateu recorde de público, com 15 mil espectadores. 

Na Ponta Negra podem ser acompanhados não só os jogos da seleção brasileira, como todos os jogos da Copa, além de atrações musicais. No local, os torcedores podem aproveitar para visitar também os espaços montados por patrocinadores e até experimentar a tirolesa instalada.

Até o final da Copa, a Fan Fest na Ponta Negra ainda receberá atrações locais e nacionais, como o DJ Malboro, Guilherme e Santiago, Maria Cecília e Rodolfo, Funk Como Le Gusta, Nando Reis, Biquíni Cavadão e na final da Copa: Babado Novo e Jammil e Umas Noites.

Confira galeria de imagens da última partida em Manaus