Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Menina indígena que foi raptada no Centro é encontrada por taxista na Zona Norte de Manaus

A criança de dois anos foi entregue aos policiais militares da 13ª Companhia Interativa Comunitária e reencontrou os pais na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente, na tarde desta quarta-feira (25)

Criança que havia sido raptada na véspera de Natal foi encontrada na tarde desta quarta-feira (25)

Criança que havia sido raptada na véspera de Natal foi encontrada na tarde desta quarta-feira (25) (Divulgação/Patrulha da Cidade)

A menina indígena da etnia Miranha que foi raptada por uma mulher no Centro de Manaus, na véspera de Natal, foi encontrada na tarde desta quarta-feira (25) por um taxista na Zona Norte de Manaus e levada à polícia.

Tâmara de Oliveira da Silva, de 2 anos, foi entregue aos policiais militares da 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e reencontrou os pais na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) por volta de 14h30.

Segundo policiais civis do 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a mulher sequestradora havia embarcado no táxi com a garotinha no bairro Mauazinho, Zona Leste, e desembarcou no bairro Valparaíso, também na Zona Leste da capital.

Conforme o taxista, a mulher saiu do carro dizendo que pegaria dinheiro e voltaria em seguida, mas ela não retornou. O motorista ficou desconfiado da demora e resolveu levar Tâmara até a 13ª Cicom.

A ocorrência havia sido registrada na Depca no dia do desaparecimento, terça-feira (24). Segundo os pais, Tâmara estava com o irmão, de 13 anos, olhando a vitrine de uma loja no Centro quando uma mulher morena e de cabelos ruivos os abordou.

De acordo com o irmão da vítima, a mulher havia prometido um presente a ele e avisou que o mesmo deveria entrar na loja para escolher o brinquedo. Quando o menino saiu da loja para reencontrar a irmã, a mulher já havia desaparecido com a garota.

A polícia teve informações de que uma mulher com as mesmas características da suspeita teria entrado em um barco no Porto da Manaus Moderna, no Centro, e desembarcado com uma criança da mesma idade que Tâmara em uma comunidade próxima a Manaquiri (a 60 quilômetros de Manaus). Porém, foi uma pista falsa.

Após Tâmara ser encontrada, os investigadores da Depca continuam nas investigações para prender a sequestradora. A polícia acredita que a mulher tenha libertado a criança por ter ficado com medo das proporções do caso na mídia local. Ela poderá responder criminalmente pelo sequestro.