Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Em Manaus, polícia apreende 15 quilos de drogas com dupla após denúncia anônima

Os suspeitos declararam na delegacia que apenas guardavam as drogas para um traficante conhecido como “Beto”. A polícia não acredita na versão

Elisvaldo e Edson foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito

Elisvaldo e Edson foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito (Divulgação )

Aproximadamente 15 quilos de entorpecentes, entre maconha, cocaína, pasta base e oxi, foram apreendidas por policiais civis da Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão de Entorpecentes (Depre) com Elisvaldo Pereira Sá, 28, conhecido como “Preto”, e Edson Fernandes da Silva, 33, na noite deste domingo (16). A prisão aconteceu após denúncias anônimas de que na casa onde os suspeitos moravam, localizada na rua Visconde Barão de Jaraguá, quadra 28, do Parque das laranjeiras, Zona Centro-Sul, funcionava um laboratório de drogas.

Os policiais civis pediram apoio da Secretaria Executiva de Inteligência (Seai) e do Grupo de Força Especial de Resgate e Assalto (FERA) e conseguiram prender os suspeitos em flagrante. Com eles foram apreendidos os 15 quilos de drogas, que estavam divididos em uma mala embaixo da cama e outra parte numa caixa de papelão na cozinha da casa.

Eles também encontraram um carregador de pistola PT 40 com nove munições intactas, uma prensa, um maçado hidráulico, R$ 1.241 em espécie, três balanças de precisão e material usado no refino e embalagem dos entorpecentes.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil do Amazonas, os suspeitos declararam na delegacia que apenas guardavam as drogas para um traficante conhecido como “Beto”. Além de pagar o valor de R$ 500, ele ainda pagava o aluguel da casa orçada em R$600. Os policiais civis acreditam que a afirmação seja falsa, já que os dois não entregariam o dono dos entorpecentes com facilidade. O caso ainda continuará sendo investigado.

Elisvaldo e Edson foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e foram encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, localizada no Centro da capital, na manhã desta segunda-feira (17).