Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Quadrilha de 'Nanico' é presa com mais de 200 quilos de drogas

A droga pertence a Alan de Souza Castimario, o “Nanico”, que recentemente retornou de um presídio federal e é acusado de comandar o tráfico de drogas

Os suspeitos, incluindo o ‘Nanico, vão ser indiciados por associação ao tráfico e por tráfico de drogas

Os suspeitos, incluindo o ‘Nanico, vão ser indiciados por associação ao tráfico e por tráfico de drogas (Divulgação/SSP)

A Secretaria Adjunta de Inteligência (Seai), com apoio da Força-Tarefa da Secretaria de Segurança Pública (SSP), prendeu na noite de quarta-feira (19), três pessoas acusadas de tráfico de drogas, no conjunto Canaranas, na Zona Norte de Manaus. Com a quadrilha foram apreendidos quase 250 quilos de droga entre maconha prensada, cocaína e pasta-base de cocaína e skank, além de uma arma.

Segundo o secretário-adjunto de Inteligência, Thomaz Vasconcelos Dias, a droga pertence a Alan de Souza Castimario, 32, o “Nanico”, que recentemente retornou do presídio federal do Rio Grande do Norte. Ele é acusado de vários homicídios e de comandar o tráfico de drogas na cidade. Nanico foi preso em 2012 e 2013 pela Seai, durante a ‘Operação Aliança’.

Ricardo Figueiredo Araújo, 23, o taxista Paulo Silva Santos, 45, e uma adolescente foram flagrados em uma casa alugada, na rua das Marrecas, no conjunto Canaranas, por volta das 20h. No local, os policiais encontraram quase 250 quilos de droga armazenados em caixas de isopor, uma pistola calibre 380, munições e anotações de encomendas de traficantes que cumprem pena nos regimes fechado e semi-aberto do sistema penitenciário, segundo explicou o secretário-adjunto da Seai, Tomaz Vasconcelos, durante a coletiva realizada na sede da SSP, no bairro Santos Dumont.

Thomaz explicou que 217 quilos são de maconha prensada e seis quilos de uma droga conhecida como skank, que é a maconha com uma concentração ainda maior THC. A droga veio do Paraguai.

Os suspeitos, incluindo o ‘Nanico, vão ser indiciados por associação ao tráfico e por tráfico de drogas.  Ricardo e Paulo serão encaminhados para o presídio do Puraquequara e a adolescente para a Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Deaai), no Alvorada

O secretário da Seai pede que a população continue denunciando pelo disk 181 da SSP. “As informações repassadas pela comunidade são de extrema importância e ajudam no processo de investigação”, finalizou.