Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Restaurante pega fogo no bairro de Petrópolis nesta segunda-feira

O fogo começou por volta das 11h, enquanto um funcionário assava carne na churrasqueira, que fica na área externa do estabelecimento

O vazamento do gás e o incêndio ocorreram por conta de imprudência na utilização das botijas de gás

O vazamento do gás e o incêndio ocorreram por conta de imprudência na utilização das botijas de gás (Antônio Menezes)

Um incêndio destruiu totalmente um restaurante no bairro Petrópolis, na Zona Sul de Manaus, na manhã desta segunda-feira (9). O incidente começou por volta das 11h e foi ocasionado por vazamento de gás no forno da cozinha seguido de explosão. O estabelecimento funciona no térreo de um prédio de três andares, na esquina da avenida Benjamim Constant com a rua Adolfo Lacerda. Não houve vítimas.

“Foi muito rápido. Eu estava fazendo a farofa e só senti aquele fogo na minha perna. Aí eu saí correndo com mais de mil”, declarou a ajudante de cozinha Ilma Vieira, 36. Ao todo, quatro funcionários e a proprietária do local estavam dentro do restaurante no momento do fogo. As ruas laterais foram interditadas pela polícia militar e o Corpo de Bombeiros atendeu a ocorrência com duas viaturas e dez homens.

Os funcionários tentaram levar cadeiras e mesas para fora do estabelecimento no momento do incêndio, bem como funcionários de uma gráfica localizada ao lado retiraram equipamentos tipográficos. Dois freezers, um fogão industrial, panelas e produtos alimentícios foram totalmente destruídos. “Minha mãe que é a dona daqui. Funcionamos há apenas três meses”, disse a gerente do restaurante, Ana Carla Chaves, 38, que não soube precisar os prejuízos.

Segundo o coronel Almeida Dinanci, o vazamento do gás e o incêndio ocorreram por conta de imprudência na utilização das botijas de gás. “Foram duas botijas usadas de maneira incorreta, com as mangueiras embaixo do fogão. Isso ocasionou aquecimento e derretimento delas. O correto são as botijas por fora, em área arejada para que, se ocorrer o vazamento de gás, esse gás possa ser expelido e o a botija fechada”, explicou.

Ainda de acordo com o coronel Almeida, o gás que vazou após a mangueira derreter serviu como combustível para o incêndio. “Praticamente ela perdeu tudo. Uma área pequena, mas com muitos prejuízos”, disse. Segundo ele, a Polícia Civil deverá fazer perícia no local para verificar o comprometimento da estrutura dos três andares do prédio.