Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Taxistas têm reunião na Prefeitura após protesto

Comissão da categoria foi apresentar suas reivindicações sobre o aumento das taxas de vistoria e licenciamento de veículos, considerado abusivo; taxistas ocuparam Avenida do Samba na manhã desta quarta (15)

Taxistas reunidos no auditório da Prefeitura discutem demandas da categoria com o subsecretário de Governo, Homero de Miranda Leão

Taxistas reunidos no auditório da Prefeitura discutem demandas da categoria com o subsecretário de Governo, Homero de Miranda Leão (Divulgação/Semcom)

Após o protesto pacífico de taxistas que ocuparam a Avenida do Samba, na Alvorada, na manhã desta quarta-feira (15), uma comissão da categoria foi à Prefeitura de Manaus para apresentar suas demandas.

O grupo foi recebido pelo subsecretário de Governo, Homero de Miranda Leão, no auditório da Prefeitura. Outros 30 taxistas acompanharam a discussão.


De acordo com Homero, todas as reivindicações serão levadas ao prefeito, e, depois de avaliadas tecnicamente pela Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), um novo encontro deve ser marcado, ainda esta semana, para resolver o impasse.

“Nem todos os assuntos demandados dizem respeito ao município, mas apresentarei todas as pautas logo mais ao prefeito. Estamos aqui para ouvir e tentar atender o que for possível, uma vez que a categoria presta um serviço fundamental para a cidade e prestará, sobretudo, durante a realização da Copa do Mundo de Futebol”, destacou o subsecretário.

Entenda o caso
Aproximadamente cem taxistas participam na manhã desta quarta-feira (15), de uma manifestação pacífica contra as novas taxas de vistoria, licenciamento e liberação de documentos cobradas por órgãos da Prefeitura de Manaus desde o início do ano. De acordo com um documento repassado pela categoria, o aumento chega a mais de 1000% em alguns itens.

De acordo com o taxista Ivan Soares, de 28 anos, a principal reivindicação da categoria é referente ao aumento abusivo das taxas obrigatórias para a circulação dos táxis na capital amazonense.

“São aumentos abusivos para os taxistas, que ainda ficam à mercê da falta de segurança. Desde o começo do ano os valores começaram a vigorar e é possível ver na tabela, em comparação ao preço do ano passado, um aumento de mais de 1000% em alguns casos. É um absurdo”, declarou.

O ponto de encontro aconteceu na Avenida do Samba, localizada ao lado dos barracões das escolas de samba do Grupo Especial, no bairro do Alvorada, e seguiu até a sede da Prefeitura, na Avenida Brasil, bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus.

Veja o aumento das taxas referente a alguns serviços estipulados aos profissionais em 2014 na tabela repassada aos veículos de comunicação durante a passeata:

A Prefeitura alega que o reajuste das taxas de licenciamento e emplacamento para táxis, que não ocorria desde 2008, foi discutido e aprovado no fim do ano passado, com a participação do sindicato da categoria.