Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Turismo na Copa ‘turbina’ vendas no Mercado Adolpho Lisboa

Permissionários do mercado municipal, registram crescimento de até 80% nas vendas no local

Turismo na Copa ‘turbina’ vendas no Mercado Adolpho Lisboa

Turismo na Copa ‘turbina’ vendas no Mercado Adolpho Lisboa (Luiz Vasconcelos)

Um dos principais pontos turísticos de Manaus, o mercado municipal Adolpho Lisboa  está bastante movimentando e tem agradado os comerciantes que esperam  crescimento nas vendas  de 80% até o final da Copa do Mundo.

Se há um mês  os feirantes  reclamavam que o movimento  havia diminuído devido a concorrência com os vendedores da Manaus Moderna e das canoas, agora todos comemoram o crescimento nas vendas com a chegada dos turistas estrangeiros e também brasileiros.

Segundo o permissionário Joeldo Costa, 46, alguns produtos como brincos de penas verde e amarelo, e prendedores de cabelo terminaram e a fornecedora não tem como repor o estoque. “Estamos muito felizes e apesar de termos nos preparado não esperávamos que o movimento fosse ser tão bom”, disse Joeldo.  Mesmo com a falta dos brincos, o comerciante diz que outros artesanatos em madeira estão sendo bastante vendidos.

Ainda segundo Joeldo, muitos turistas ingleses e italianos passaram pelo mercado e agora todos aguardam os norte-americanos e portugueses que devem começar as visitas  amanhã. “Acho que quinta-feira vai ter bastante estrangeiro novamente e vamos aproveitar para vender”, acrescentou o permissionário.

Para o jogo de hoje, a Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur) estima que cerca de 14 mil turistas croatas e camaroneses passem por Manaus. Somente durante o primeiro jogo entre Inglaterra e Itália estiveram na cidade 14.700 mil ingleses e dois mil italianos.

Enquanto os turistas estrangeiros não chegam os permissionários do Adolpho Lisboa  dizem que muitos brasileiros tem passado pelo local. A vendedora Irani Feitosa, 52, diz que tem atendido bastante cariocas e paulistas que aproveitaram as férias para visitar a familia e assistir aos jogos da Copa do Mundo.

Esse é o caso da empresária Rosa Maria Pinheiro, 61, que veio do Rio de Janeiro para visitar a filha que mora em Manaus há cinco anos. Segundo ela, pelo menos três vezes por ano vem à cidade e aproveitou a Copa para visitar a familiar e torcer todos juntos. “Nada melhor do que torcer com a família,  então resolvi adiantar a viagem e vir a Manaus”, disse Rosa.

A empresária conta que essa foi a primeira vez que visitou o mercado porque das outras vezes que esteve na cidade ainda estava em reforma. Para ela,  o que mais chama atenção é o artesanato e os doces de frutas amazônicas que pretende levar para o Rio de Janeiro. “Vou levar para amigos e parentes a bala de cupuaçu e castanha, além de geleias”, acrescentou Rosa.

O casal de Porto Velho Aline Silva, 28, e Bruno Lima,29, também aproveitaram as férias do trabalho para visitar os parentes que moram em Manaus.

De acordo com Aline, os dois vieram a Manaus para visitar os familiares, mas claro que vão aproveitar e curtir um dos jogos na Ponta Negra onde está tendo a Fifa Fan Fest.

Viajando, mas de olho na seleção

Enquanto muitos turistas chegam a Manaus para curtir a Copa do Mundo muitas pessoas tem aproveitado as férias antecipadas para sair da cidade. Na Manaus Moderna os vendedores de passagem apontam  um crescimento de até  60% nas vendas para as cidades de Parintins, no Amazonas; Juriti, Óbidos, Satarém e Belém, no Pará.

Esse aumento, de acordo com o vendedor  Lupércio Vilhena Monteiro é devido principalmente às férias escolares que foram antecipadas e, por isso mesmo, com jogos da copa acontecendo na cidade, as pessoas preferem visitar os familiares.

A empregada doméstica Samara Souza de Lima, 28, que foi para Parintins na manhã de ontem, diz que escolheu viajar no inicio das férias porque no fim do mês os barcos vão estar muito lotados devido ao festival de Parintins. “Meus dois filhos estão de férias, então, essa é a melhor época para viajar e  assistir ao Brasil ser campeão junto com a familia”, disse Samara.

O oficial da Marinha Pedro Reinaldo Pinheiro, 62, também optou por fugir da confusão de Manaus e ir a Parintins onde mora a família. Pedro que trabalha no Rio de Janeiro durante 28 dias e nos outros 28 vai para casa diz que prefere ficar perto da esposa e dos filhos.

De acordo com Lupércio Vilhena, além das cidades do Pará, muitas pessoas têm procurado passagem para municípios como Coari, Tefé e Codajás. Esse movimento maior de saída e chegada de pessoas deve continuar até o final de julho, informou o vendedor de passagens.

 Seguindo o caminho inverso, a professora Maria Elaíze Pereira, 41, veio de Santarém para curtir os jogos da Copa em Manaus. Ela não comprou ingresso para assisitir nenhum dos jogos na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, mas, como tem parentes em Manaus, veio aproveitar as festas que estão acontecendo todos os dias.