Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Traficante é fuzilado com 14 tiros em Manaus

Francisco Gerlan acompanhava uma partida de futebol pela TV, em um bar, quando foi atingido pelos disparos

Algumas das cápsulas que atingiram Francisco Gerlan Nogueira da Silva

Algumas das cápsulas que atingiram Francisco Gerlan Nogueira da Silva (Reprodução)

O traficante de droga e homicida Francisco Gerlan Nogueira da Silva, 28, foi executado com 14 tiros de pistola calibre 380, na noite da última quinta-feira (12). Investigações preliminares da polícia apontam o motivo do crime como acerto de contas motivado pelo tráfico de droga. Até o final da tarde de ontem a polícia ainda não tinha pistas dos autores do crime.

De acordo com informações da família o assassinato aconteceu por volta das 22h na rua Jasmim do Campo, bairro Riacho Doce 2, Zona Norte, por volta das 22h daquele dia. Gerlan teve morte instantânea.

“O corpo do meu filho tinha perfuração de bala por todos os lados”, disse o pai da vítima José Assis Saraiva.

Testemunhas contaram que Gerlan estava assistindo a um jogo de futebol pela televisão em um bar. Já próximo do fim da partida, um carro modelo Corsa, de cor azul escuro e placa fria NPA-3857, estacionou próximo à vítima. Quando Gerlan estava voltando para casa, foi seguido por dois homens que começaram a atirar contra ele.

A maioria dos tiros acertou as costas da vítima. Gerlan ainda tentou correr, mas não resistiu e caiu morto. “Não deu nem tempo de levá-lo para o pronto socorro”, disse o pai. Os pistoleiros fugiram em alta velocidade. O corpo de Gerlan foi velado em um bar de sua propriedade, na rua Paulo Nery, bairro Riachuelo 2. O pai contou que ele era envolvido com droga e que na quinta-feira tinha sido preso pela Polícia Militar acusado de ter espancado a mulher dele, mas foi ouvido e liberado.

A suspeita dele é que o crime foi motivado pelo tráfico de droga. Mas descartou a possibilidade da nora ter relação com o crime. “É a minha nora que está cuidando de todo o funeral dele”, disse.

Nessa sexta-feira (13), a polícia não tinha dúvidas de que o crime foi motivado realmente pelo tráfico de drogas. Segundo investigações, era Gerlan quem comandava esse tipo de crime no bairro, eliminando seus concorrentes e quem não pagava dívidas relativas à drogas.

Gerlan era natural do Município de Tabatinga (a 1.105 quilômetros de Manaus). Ele respondia a cinco processos no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM): dois por homicídio, dois por porte ilegal de armas e um por tráfico de droga. Ele estava em liberdade condicional desde dezembro do ano passado.

Morte é festejada pelo Face

Moradores do Santos Dumont, Zona Centro-Oeste, comemoram pela rede social Facebook a morte de um assaltante, de nome não identificado até o fechamento desta edição, ocorrida em uma das ruas do conjunto, na noite da última quinta-feira, após um assalto no local. Num dos comentários, um internauta declara seu contentamento dizendo que “Se prender (o criminoso), vai ser solto em poucos dias”. O crime ocorreu por volta das 19h na rua Comandante José Siqueira, com o suspeito tendo sido atingido por disparos atribuídos a policiais civis e militares após troca de tiros.

De acordo com os próprios moradores do conjunto, que pediram para não ter o nome divulgado, eles estão organizados para garantir a segurança das famílias que moram no local.