Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Acusado confessa ter sequestrado escrivã da Polícia Civil em Manaus

O fato que só foi revelado com a prisão de Jesus Gomes Cavalcante e José Luan Ramos Picanço, ambos de 18 anos, na madrugada desta quarta (27), ocorreu na noite do dia 7 deste mês, quando a policial abastecia seu veículo em um posto de gasolina localizado na avenida Max Teixeira, Zona Norte de Manaus

Dois dos responsáveis pelo assalto e sequestro de uma escrivã da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) foram presos durante a madrugada dessa quarta-feira (27). Jesus Gomes Cavalcante e José Luan Ramos Picanço, ambos de 18 anos, fazem parte do bando de pelo menos oito pessoas que no dia 7 deste mês sequestraram a investigadora da PC, que teve o nome preservado.

O fato que só foi revelado com a prisão da dupla, ocorreu na noite do dia 7, quando a policial abastecia seu veículo em um posto de gasolina localizado na avenida Max Teixeira, Zona Norte de Manaus.

De acordo com informações repassadas pela assessoria de impressa da PC, a escrivã foi abordada por dois homens, que a levaram para uma casa, e a deixaram em cativeiro sob a guarda de outros comparsas, em seguida eles teriam saído com o carro da escrivã realizando várias compras com seus cartões de crédito. A mulher só foi liberada pelos criminosos na manhã do dia 8 de junho, desde então o caso vinha sendo investigado em sigilo.

Em depoimento dado ao delegado Márcio Campos, do 6º Departamento Integrado de Polícia (Dip), Jesus Cavalcante, confessou sua participação no crime. Ele e seu parceiro foram autuados pelos crimes de roubo majorado (quando há o uso de armamento, e cerceamento do direito de ir e vir), além de formação de quadrilha.

Outro nome do bando que já possui mandato de prisão é Igor Rodrigues, 18, que até o momento encontra-se foragido. As prisões foram solicitadas pelo delegado Márcio Campos, ao titular da 11ª Vara Criminal, Cid Soares Junior.