Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Greve dos rodoviários é 'brecada', mas representantes da categoria mobilizam por paralisação geral

A greve dos rodoviários começou na segunda-feira (10) e atingiu apenas as linhas de algumas zonas da cidade; mas após a liminar do TRT todas as linhas operam com normalidade

Uma liminar concedida pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) suspendeu a greve dos trabalhadores dos rodoviários iniciada nessa segunda-feira (10). O pedido, impetrado pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), já está valendo e toda a frota de coletivos opera normalmente na cidade nesta terça-feira (11).

O assessor jurídico do Sinetram, Fernando Borges, disse que o pedido levou em consideração “o não cumprimento de normas essenciais para a realização de paralisação”. A alegação é negada pelo vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário em Manaus (STTRM), Josildo Oliveira, que chamou a ação do Sinetram de “indecente e mentirosa”, durante conversa telefônica com a reportagem do portal acritica.com.

De acordo com Josildo, todos os ritos de greve foram cumpridos pelo sindicato, que teria recebido aval até mesmo do Executivo Municipal. “O próprio prefeito reconheceu por meio de um documento encaminhado ao Sinetram, que nossa intenção de greve era válida e estava em acordo com as leis”, revelando que um dos pontos críticos de negociação entre funcionários e patrões, são a exigência de compensação de folgas em dias de feriado e o descontentamento da categoria com o banco responsável pelo repasse dos vencimentos salariais.

“Eles além de não quererem pagar as horas extras trabalhadas, ainda atrapalham a vida dos trabalhadores contratando um banco que nem possui sede na cidade, para efetuar os pagamentos”, reclamou Josildo.

Uma coletiva de imprensa para às 10h da manhã desta terça-feira (11), foi prometida pela direção do sindicato. Segundo eles, a reunião com a imprensa será para divulgar os documentos que credenciaram a deflagração da greve. Além disso, uma assembléia entre a categoria também nesta terça-feira deve decidir pela paralisação total do transporte já nos próximos dias.