Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Cerca de 60 escolas municipais de Manaus vão passar por reformas em 2012

O total de 18 mil alunos podem ser afetados durante o ano letivo. No ano anterior, 80 unidades da capital tiveram que adotar um calendário especial devido às reformas.

Escola Municipal Teodoro Botinelli, no bairro Riacho Doce. Pais de alunos reclamam de falta de segurança na escola

Cerca de 18 mil alunos serão afetados pelas reformas de 60 escolas da rede municipal durante 2012 (Evandro Seixas)

Aproximadamente 60 escolas municipais de Manaus devem passar por reparos estruturais este ano. A estimativa da Secretaria Municipal de Educação (Semed) é de que 18 mil alunos possam ser afetados, direta ou indiretamente, durante o ano letivo. As reformas incluem restauração, manutenção e pequenos reparos estruturais e estão previstas para durar de 30 a 60 dias.

No ano anterior, 80 unidades da capital tiveram que adotar um calendário especial devido às reformas.

De acordo com a assessoria de imprensa da Semed, a única reforma de grande porte será realizada na Escola Municipal Júlia Barjona, no Bairro São José, Zona Leste de Manaus. “Todos os alunos desta escola já foram distribuídos para outras unidades próximas a fim de evitar que sofram algum prejuízo em sua formação. As demais escolas precisam passar por melhorias e manutenções, uma vez que partes da estrutura estão danificadas”, afirma a assessoria.

No momento, ainda estão realizados os devidos estudos para levantar a situação de cada unidade e assim saber qual valor orçamentário que será investido nestas obras.  A Semed pode divulgar dados orçamentários até semana que vem.

Alunos ainda enfrentam problemas

De acordo com uma denúncia feita por pais de alunos da Escola Municipal José Garcia Araújo, localizada no Jorge Teixeira, Zona Leste, as aulas referentes ao ano letivo de 2011 foram retomadas somente nesta quarta-feira (18). A escola teve a parte elétrica danifica após um temporal.

Ainda de acordo com a assessoria da Semed, os casos de alunos que ainda estão tendo aulas do ano letivo de 2011 serão solucionados, uma vez que a previsão é que o calendário encerre em março. A partir deste mês, os alunos terão 15 dias de recesso e voltam na segunda semana para início das aulas de 2012.