Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Irmãs que usavam crianças em furto foram presas em supermercado de Manaus

Crisciana e Cristiana usavam duas crianças, uma de 7 anos e outra de 9 anos,que escondiam os produtos em três sacolas para não chamar a atenção dos seguranças


As suspeitas alegaram estar desempregadas e passando necessidades

As suspeitas alegaram que estavam desempregadas e passando necessidades (Divulgação )

As irmãs Crisciana Campos do Nascimento, 24, e Cristiana Campos do Nascimento, 30, foram presas na noite desta sexta-feira (31) após furtarem pouco mais de R$ 680 em produtos do Supermercado DB, situado na avenida General Rodrigo Otávio, no bairro Japiim, Zona Sul de  Manaus. De acordo com a polícia, as suspeitas usavam duas crianças, uma de 7 e a outra de 9 anos, para colocarem os objetos furtados dentro de três sacolas, despistando os seguranças do estabelecimento comercial.

O crime ocorreu por volta das 19h30 e as duas foram descobertas após o chefe de segurança da central responsável pelas câmeras, João Luiz Ribeiro, 42, flagrar a ação. Depois de encherem as sacolas, a dupla saiu tranquilamente do supermercado com as crianças. Só então ela foram abordadas pelos seguranças.

As mulheres não reagiram e nas sacolas foram encontrados 77 produtos, como queijo, presunto, condicionador, sabonete, material escolar, barbeador, perfume, suco, desodorante e ovos, totalizando R$ 680,80 em produtos furtados. Policiais militares foram acionados e as irmãs foram levadas para o 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Em depoimento, João Luiz afirmou que depois de flagrar a ação da dupla, ele continuou monitorando as duas até ter certeza que iam sair do local sem pagar pelos produtos.

Cristiana e Crisciana confessaram o crime na delegacia e disseram que esta era a primeira vez que realizam o crime. Segundo elas, ambas estavam desempregadas e passando por necessidade e por isso resolveram furtar os produtos.

De acordo com a polícia, elas foram autuadas em flagrante por furto e encaminhadas para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da cidade.