Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Três bares são interditados no Centro de Manaus durante operação

Os bares Aquarella’s, Mistura Fina, e o Bar da Loira, todos na rua Tamandaré, foram fechados. De acordo com a diretora da Divisão de Vigilância Sanitária (DVisa), Eunice Alves, as principais infrações desses locais estão relacionadas aos problemas higiênicos, que põem em risco iminente a saúde dos frequentadores

Os bares Aquarella’s, Mistura Fina, e o Bar da Loira, todos na rua Tamandaré, foram fechados

Os bares Aquarella’s, Mistura Fina, e o Bar da Loira, todos na rua Tamandaré, foram fechados (Mário Oliveira)

Três bares localizados no Centro foram interditados pela Prefeitura de Manaus, na noite desta sexta-feira (24), por apresentarem precárias condições de higiene e por estarem com documentação pendente.

Um ano após a tragédia da casa noturna Kiss, de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, o prefeito Arthur Virgílio Neto determinou que os órgãos da prefeitura continuem as blitze iniciadas no ano passado para verificar as condições de segurança, higiene e de documentação dos bares, boates e casa noturnas em Manaus.

Os bares Aquarella’s, Mistura Fina, e o Bar da Loira, todos na rua Tamandaré, foram fechados. De acordo com a diretora da Divisão de Vigilância Sanitária (DVisa), Eunice Alves, as principais infrações desses locais estão relacionadas aos problemas higiênicos, que põem em risco iminente a saúde dos frequentadores.

"Nesses locais existe um problema muito grave de ventilação. O ambiente é totalmente insalubre. Além disso, encontramos um bar que funcionava como motel, onde os colchões não apresentam a menor higiene. Esses locais estão pondo em risco iminente seus frequentadores e por isso não podem estar em funcionamento", comentou Eunice.

O problema mais crítico foi encontrado no bar Mistura Fina. O local estava funcionando sem alvará, além disso, na parte superior foi construído um motel, atividade proibida na área central da cidade. Situação semelhante foi encontrada no Bar da Loira. O auditor-fiscal da Secretaria Municipal de Finanças e Economia (Semef) Felipe Coimbra, notificou o responsável e lacrou o bar por falta de regularização funcional.

A fiscalização envolve uma equipe multidisciplinar da Casa Militar, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), Secretaria Municipal de Finanças e Economia (Semef), Manaustrans e Polícia Militar. "A nossa intenção não é fechar estabelecimentos, mas dar segurança aos frequentadores desses locais. Vamos convidar também o Corpo de Bombeiros para que nos acompanhe nessas operações, que vão ser cada vez mais frequentes daqui para frente. É importante que o dono de estabelecimento que tenha alguma pendência, procure logo os órgãos onde precisa se regularizar, para evitar constrangimentos a ele e seus clientes", disse o subsecretário da Casa Militar, Darcelos Gomes.

Bom exemplo

Na noite de sexta-feira, o prefeito esteve no bar Touchdown, no Vieiralves, zona Centro-Sul, uma das casas noturnas que cumpriu com todas exigências notificadas. Ele parabenizou o gerente do estabelecimento, Marcelo Macedo, pelo empenho em se tornar exemplo para os demais bares de Manaus. "Eles têm todas as licenças exigidas pelo Município e pelo Estado e isso é bom. Está no mesmo caminho o All Night, a Arena Vip e o Porão do Alemão, que está se esforçando e a gente reconhece. Quero fazer com isso uma parabenização para aqueles que andam correto e uma advertência para aqueles que estão irregulares e dizer que nunca compactuaremos com o errado. Nós vamos retomar as inspeções, porque elas são necessárias, infelizmente", disse o prefeito.

O gerente do bar disse que a casa tinha alguns problemas de segurança, que foram sanados para oferecer um conforto melhor para os clientes. "Havia alguns detalhes com relação a extintores de incêndio e a visualização das saídas de incêndio que resolvemos rapidamente e agora estamos totalmente seguros e seguindo todas as normas", informou Marcelo Macedo.

*Com informações da SEMCOM.