Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Cinco mortes foram registradas nas últimas horas em Manaus

O caso que mais chamou a atenção da polícia foi a morte de Anderson Cleyton, 42. Ele foi morto a pedradas desferidas por um travesti por não pagar um suposto programa

O corpo do aposentado foi encaminhado ao IML para perícia

Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (Antonio Menezes)

Cinco mortes foram registradas nas últimas horas em Manaus, sendo duas por arma branca, uma por arma de fogo, uma por afogamento em um balneário e uma por pedradas na cabeça. Um dos casos que chamou a atenção é de um homem que foi encontrado com o crânio esfacelado em um terreno baldio, localizado na avenida Autaz Mirim, no bairro Tancredo Neves, Zona Leste. Segundo testemunhas, o homem foi visto horas antes discutindo com um travesti na via pública. A polícia acredita, de acordo com os depoimentos colhidos na cena do crime, que ele tenha sido morto a pedrada por não pagar um possível programa sexual.

O caso foi registrado no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP) por volta das 5h. Anderson Cleyton Fernandes da Silva, de 42 anos, foi identificado por familiares no Instituto Médico Legal (IML). A polícia vai investigar a versão de testemunhas, que viram a discussão dele com o travestis durante a madrugada. O laudo necropsial aponta morte por agressão física causada por um objeto contundente, possivelmente pedra. Anderson perdeu massa encefálica devido à perfuração profunda na cabeça.

Policiais militares da 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e fizeram uma ronda pela área, mas o principal suspeito não foi preso. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) vai investigar o crime.

Discussão por ciúmes

O penúltimo crime registrado foi do pedreiro Jeone Mário Araújo Rodrigues, de 37 anos, que não sobreviveu aos nove golpes de faca que recebeu na cabeça, costas, peito e tórax. Ele ainda chegou a ser socorrido por populares ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) da Colônia Oliveira Machado, na Zona Sul de Manaus.

De acordo com relatos de familiares, o pedreiro foi morto após uma discussão com o ex-marido da atual companheira, que não teve o nome revelado pela polícia. O autor conhecido apenas como “Jaca” estava na companhia de mais dois suspeitos em um veículo, modelo Fiat Uno, de cor branca e placas JWP-7266, e fugiram do local após o crime.

O crime ocorreu na rua Walter Orion, bairro Morro da Liberdade, e foi registrado no 2º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Segundo a equipe médica do SPA, Jeone já chegou morto na unidade de saúde.

À queima roupa

Por volta das 2h50, o corpo de um homem não identificado foi encontrado na rua Curitiba, bairro Grande Vitória, na Zona Leste de Manaus, com várias perfurações pelo corpo. Moradores informaram que a vítima estava bebendo na calçada da via pública quando um homem chegou em uma motocicleta, de modelo de placas não identificadas, e atacou a vítima. Após desferir vários golpes, o suspeito subiu na moto e fugiu do local. O caso foi registrado no 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e a polícia ainda não sabe qual foi a motivação para o crime.

O estudante Noedson da Silva Soares, de 16 anos, foi morto com mais de dez tiros na noite deste sábado (29) na rua Amazonino Mendes, bairro Santa Etelvina, Zona Norte. Ele chegou a ser socorrido até o SPA do Galileia, mas morreu após dar entrada no hospital. O corpo do jovem deu entrada no IML por volta das 2h e o caso foi registrado no 26º DIP.

De acordo com a polícia, o jovem estava na via pública com amigos quando foi surpreendido por dois homens em um Palio de características não reveladas. A polícia suspeita de morte encomendada, mas a razão ainda está sendo investigada.

Afogamento

Jefferson da Silva Pereira, de 39 anos, morreu após se afogar em um balneário localizado no ramal do Lago do Limão, na rodovia Manoel Urbano (AM-070), nas proximidades do município de Manacapuru. O corpo foi encontrado por volta das 17h e deu entrada no IML ás 19h. Segundo familiares, a vítima morava em Manaus e havia levado a família para passar o sábado no local quando desapareceu no igarapé. O caso foi registrado no 8º DIP.