Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Polícia Civil prende gerente e comparsa da FDN na Zona Norte

Hardison foi preso em via pública, no bairro Cidade Nova, com 150 gramas de maconha que estava escondida na cueca

Em depoimento, Hardison disse que conhece Leonardo apenas de vista e  negou fazer parte da facção Família do Norte

Em depoimento, Hardison disse que conhece Leonardo apenas de vista e negou fazer parte da facção Família do Norte (Divulgação /PC)

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe “Chacal” da 2ª Seccional Norte, coordenada pelo Delegado Titular, João Neto, prendeu na noite de segunda-feira (17), por volta das 18h, após três meses de investigações, Hardison Rafael Bonates, 22, conhecido como “Rafinha”, e Leonardo Queiroz Campelo, 27, conhecido como “Pit”, apontado como  gerente da facção criminosa Família do Norte (FDN).

Hardison foi preso em via pública, em frente ao Centro de Convivência da Família, localizado na avenida Noel Nutels, núcleo oito do bairro Cidade Nova, Zona Norte. Com ele foram apreendidos 150 gramas de maconha, escondidos na cueca que ele usava. No momento da prisão, “Rafinha” estava na casa dele, situada na avenida Torquato Tapajós, Conjunto Senador João Bosco, Zona Oeste da capital. No local foram encontrados  700 gramas de maconha prensada.

De acordo com o Titular da 2ª Seccional Norte, Delegado João Neto, os homens foram identificados após a prisão de Carleson da Silva Lopes, 19, na madrugada da última sexta-feira (14). “Durante a prisão do motoboy Carleson apreendemos drogas e uma caderneta, que confirmou a participação de “Pit” no envolvimento com o tráfico de entorpecentes”, declarou a autoridade policial. 

Segundo as investigações, Leonardo era responsável pelo abastecimento de drogas nos núcleos três e quatro do bairro Cidade Nova. O homem usava o carro da mãe dele, modelo Gol, de cor preta e placas NOL- 1745, para entregar os entorpecentes. Cerca de R$ 500 em espécie foram apreendidos na ação, além de apetrechos para embalo e mistura da droga.

Em depoimento, Hardison disse que conhece Leonardo apenas de vista e  negou fazer parte da facção Família do Norte. Na ocasião, o homem  afirmou ser apenas usuário.

“Se eu fosse (gerente da FDN), eu não estaria só com isso de droga e eu nem moraria alugado. Até o carro nem é meu, é da minha mãe”, relatou Leonardo. "Não me arrisco indo em ‘boca’ (local de venda de droga). Compro tudo de uma vez e fumo”, disse.

Hardison e Leonardo foram flagranteados por tráfico de drogas (Artigo 33 da Lei nº 11.343/06). A dupla já tem passagem pela polícia pelo mesmo crime. Após os procedimentos cabíveis na unidade policial, eles serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão aguardar decisão da Justiça.

*Com informações da assessoria de imprensa da Polícia Civil do Amazonas