Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Balanço parcial revela que eventos da Copa do Mundo levaram 1.432 ao hospital em Manaus

Ciocs e Detran-AM mostram que ações desenvolvidas durante a competição alcançaram os resultados esperados e que sistema público foi o mais procurado

Fan Fest em Manaus recebeu cerca de 33 mil pessoas para assistirem ao jogo do Brasil

Ações de prevenção e resposta a problemas realizadas pelo Ciocs-Manaus e Detran-Am se concentraram nas imediações da Fifa Fan Fest, na Ponta Negra (Antonio Lima)

Na última semana de Copa do Mundo do Brasil Fifa 2014, alguns órgãos públicos começaram a fazer o balanço das ações desenvolvidas em Manaus, uma das cidades-sede da competição.

O Centro Integrado de Operações Conjuntas de Saúde (Ciocs-Manaus) registrou nos 30 dias de funcionamento, durante a Copa do Mundo em Manaus, 1.432 atendimentos e ocorrências médicas em saúde. O trabalho envolveu ações de saúde nos quatro jogos ocorridos na Arena da Amazônia. As informações são compartilhadas com o Ministério da Saúde e integram as ações de vigilância e atenção à saúde durante o evento esportivo. Nos hospitais públicos foram realizados 1.306 atendimentos ( 91,54%) e nas unidades privadas 126 (8.04%)..

O perfil dos usuários dos serviços de saúde foram espectadores e participantes dos eventos, 56,8% homens e 43,2% mulheres da faixa etária entre 20 a 39 anos, o que representa 59,2%. Cerca de 85,5% são brasileiros e desses 95,05% amazonenses. Entre os estrangeiros atendidos o destaque foi para os ingleses com 31 atendimentos, seguidos por norte-americanos com 30, venezuelanos com 23 e colombianos com 13 atendimentos, é importante ressaltar que aproximadamente 94,02% foram atendidos nos serviços públicos e apenas 5,9 % na rede particular, dentre os atendimentos 76,3% foram de queixas clínicas.

De acordo com o coordenador Estadual da Copa Saudável, Bernardino Albuquerque, o indicador de destaque do monitoramento foi a preferência pelos atendimentos nas unidades públicas, inclusive com estrangeiros, apesar do seguro saúde. “Mais de 90% dos atendimentos foram nos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) e isso demonstra a acessibilidade aos serviços de saúde, com maior resolutividade do problema”, explicou.

Trânsito

O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (DETRAN/AM) realizou a operação Lei Seca na última terça-feira e contabilizou um total de 32 veículos apreendidos, mais 22 Carteiras Nacionais de habilitação (CNH), 32 Certidões de Registro do Veículo (CRV), registrou 12 casos embriaguez positiva em 326 teste de bafômetros. A blitz do órgão fiscalizador iniciou por volta das 20h na avenida Santos Dumont, Zona Centro-Oeste, e foi finalizada do início da madrugada do dia seguinte.

De acordo com o presidente do Detran, Leonel Feitoza, a operação tenta inibir motoristas a dirigirem embriagados e que acontece desde o início da Copa do Mundo e deve continuar até o final do torneio. “Só na terça-feira, passaram por aqui mais de 100 pessoas alcoolizadas, mas todas como passageiros. Nossas campanhas tem dado resultados significativos, por isso, mesmo depois do Mundial, as blitze irão continuar”, disse Feitoza

Ainda de acordo com Leonel, entre os aprendidos estavam motoristas conduzindo sem habilitação e menores de idade dirigindo os veículos e que desde o início do Mundial mais de 100 pessoas alcoolizadas foram flagradas no volante. Segundo ele, “As blitzs do Detran são realizadas sempre nas proximidades do Fan Fest, e o número diminuiu ao longo da Copa do Mundo, pois na blitz da última terça foi possível perceber que sempre existe alguém sóbreo dirigindo”, finalizou.