Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Em Manaus, trio é preso após assaltar veículo na Zona Norte

A irmã de um dos suspeitos foi pega com drogas na gaveta escondidas em uma cômoda, ela nega ser dona do entorpecente

Em Manaus trio é preso após assaltar veículo na Zona Norte

Em Manaus trio é preso após assaltar veículo na Zona Norte (Luiz Vasconcelos)

Três jovens foram presos pela polícia ontem (18), em Manaus, após terem roubado um veículo no bairro Cidade Nova, na Zona Norte da capital. Ebrahim Santos da Silva, 18, Erick Bruno Seixas Oliveira, 18, e Franciomar Silva Xavier, 20, foram capturados e autuados em flagrante. A irmã de Ebrahim, Jéssica Santos da Silva, 21, ainda foi pega com drogas.

Segundo investigadores do 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o assalto ocorreu por volta das 16h30 de terça-feira (11), quando dois rapazes armados abordaram a vítima na rua Uirapuru, Cidade Nova, e levaram o carro dela, um Ford Fiesta preto de placas NXO-1140. Após registro da ocorrência na delegacia, os policiais começaram a procurar os autores.

Em patrulhamento no bairro, os policiais avistaram Erick e Franciomar em atitude suspeita na rua Bem-te-vi, no bairro Nossa Senhora de Fátima, e revistaram a dupla.

Com Erick foi encontrado um revólver calibre 38 com seis munições e com Franciomar foi encontrada a chave de um carro. Os dois foram pressionados e acabaram confessando que a chave era de um veículo roubado por eles.

Erick e Franciomar acabaram levando os policiais até a rua Carlos Souza, na comunidade Gustavo Nascimento, na Zona Norte, onde estava estacionado o veículo Fiesta roubado. O terceiro envolvido no assalto, Ebrahim, foi preso já na manhã desta quarta-feira (12), dentro da casa dele, localizada também fica na rua Bem-te-vi.

Na residência de Ebrahim, os policiais ainda encontraram 21 trouxinhas de maconha escondidas em uma cômoda, no quarto da irmã de Ebrahim, Jéssica, que acabou presa.

No 13º DIP, Ebrahim, Erick e Franciomar foram autuados por roubo majorado e Jéssica por tráfico de drogas. Os quatro serão encaminhados à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa.

Dono da droga

A mãe de Ebrahim e Jéssica, Silomita Ribeiro dos Santos, 41, estava no 13º DIP e questionou o trabalho dos investigadores e a prisão da filha. Segundo Silomita, um amigo de Jessica, um adolescente com idade entre 13 e 14 anos, estava na casa no momento em que os policiais encontraram as 21 trouxinhas. Esse adolescente teria confessado que a droga era dele e que tinha escondido o material dentro da cômoda.

“Eles (policiais) disseram que iam ‘jogar’ a droga para cima dela (Jessica). Minha filha não tem nada a ver. O meu filho (Ebrahim), sim, tem que pagar, mas minha filha não. Ele (adolescente) estava na casa e era o dono da droga. Nem o trouxeram pra delegacia e agora ele está solto por aí”, disse Silomita.

Segundo ela, o adolescente estava dentro da casa porque não tinha onde dormir naquela noite e Jessica o abrigou.

Confissões

Durante coletiva de imprensa no 13º DIP, Jéssica negou que a droga pertencia a ela, e sim ao adolescente, mas disse também que não sabia que o rapaz tinha envolvimento com tráfico.

“Eu não sabia. Não, ele não era meu namorado. Tenho cérebro. Como vou namorar um moleque desses?”, se defendeu. Presa, Jéssica não cuidará da filha de oito meses.

Ebrahim, Erick e Franciomar confessaram o assalto e negaram que usariam o carro para cometer novos assaltos.

“A gente ia curtir”, disse Ebrahim. Os três disseram ser usuários de maconha, e que usariam o carro para ir a festas. “Fumo maconha desde pequeno, desde os sete anos”, ressaltou Ebrahim, sem dizer quem ofereceu a droga à ele pela primeira vez.

O delegado Marcelo Pilar, do 13º DIP, negou as acusações da mãe de Ebrahim e Jéssica e disse que não havia nenhum adolescente dentro da casa, e que por isso ninguém foi apreendido.

“Eu confio nos meus investigadores”, disse. Pilar também questionou o trio preso. “Por terem escondido o veículo, com certeza eles iriam usar o carro pra outros assaltos”, disse.

Segundo a Polícia Civil, Erick já tem duas passagens por tráfico de drogas na Delegacia do Menor (Deaai) e na Justiça, quando maior de idade, é processado pelo crime de porte ilegal de arma de fogo.