Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Em Manaus condutores desavisados invadem a faixa da esquerda exclusiva para os ônibus

A expectativa é que as faixas exclusivas aumentem a velocidade do transporte público que hoje é de 10 km/h ao menos  25 km/h em 30 dias quem não obedecer receberá punições

Em Manaus condutores desavisados invadem a faixa da esquerda exclusiva para os ônibus

Em Manaus condutores desavisados invadem a faixa da esquerda exclusiva para os ônibus (J.Renato Queiroz)

Desde sábado, os usuários do transporte coletivo de oito linhas das Zonas Norte e Leste passaram a utilizar a faixa exclusiva do sistema BRS (Bus Rapid Service), localizadas na avenida Constantino Nery. No primeiro dia útil da utilização do sistema, usuários e motoristas tiveram muitas dúvidas e foi possível constatar diversas irregularidades, que transformaram o trânsito na área em um caos.

A faixa da esquerda, que deve ser exclusiva para os ônibus, é invadida constantemente por condutores desavisados, enquanto os motoristas de ônibus fazem verdadeiros zigue-zague para pegar usuários em paradas localizadas do lado direito da pista.

Segundo o presidente da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho, o que aconteceu no primeiro dia de utilização do sistema foi causado pela desinformação dos motoristas.

“Se algum motorista de ônibus saiu da faixa estabelecida foi por falta de informação, mas isso são detalhes que podem ser arrumados”, disse o presidente.

Ainda  segundo Pedro Carvalho, o acesso ao bairro São Jorge que hoje, está com o itinerário modificado devido obras na ponte contribui para um maior fluxo de veículos na área.

De acordo com o motorista, Ricardo Campos, 28, o trânsito na avenida Constantino Nery ficou pior ontem devido essa mudança, mas talvez isso melhore depois que as pessoas se acostumarem.

Para o presidente da SMTU quando o sistema foi implantado em outras cidades houve muitas reclamações, mas a população conseguiu entender depois os benefícios do BRS.

Faixas exclusivas darão rapidez ao trânsito

Em Manaus a expectativa é que as faixas exclusivas aumentem a velocidade do transporte público que hoje é de 10 km/h ao menos  25 km/h na avenida Djalma Batista, considerada uma das das vias públicas  mais movimentadas da cidade.

De acordo com Pedro Carvalho Manaus é umas das poucas cidades que ainda não tinha faixas preferenciais e considerando que a cada dia aumenta a frota de veículo se não houver esse tipo de alternativa vai ser preciso racionar o uso de veículos particular.

Os motoristas ainda deverão ter mais 30 dias de orientação até que medidas punitivas sejam aplicadas, segundo explicou o presidente da SMTU.

De acordo com Pedro Carvalho, antes das multas os motoristas receberão advertência até que o sistema seja completamente implantado. “O trânsito depende de cada pessoa, portanto é preciso que todos tenham um pouco mais de consciência sobre as regras e o respeito ao próximo”, disse Pedro Carvalho.

O presidente explica que em São Paulo onde foi instalado 150 quilômetros de faixa exclusiva houve um crescimento de seis milhões de passageiros por mês e isso melhorou o trânsito, pois as pessoas deixaram de usar somente os veículos particulares.

Para Carvalho, em Manaus essa alternativa pode também melhorar o trânsito que piorou bastante nos últimos anos.

“É claro que as condições do transporte público da cidade não são as melhores, mas aos poucos podem melhorar”, disse o presidente da SMTU.

Opinião dos usuários

De acordo com os usuários o primeiro dia do sistema foi de confusão com a linhas que estão circulando na faixa exclusiva. A secretária, Lorena Peixoto, 32, se confundiu e perdeu meia hora até descobrir que o ônibus da linha 448 estava passando na plataforma BRS.

“Houve pouca divulgação das linhas que estão passando nas paradas do meio da avenida”, acrescentou a Lorena Peixoto.

Outra reclamação dos usuários foram as condições dos ônibus que em alguns casos não estavam com a porta lateral abrindo para pegar o passageiro. Sobre isso Pedro Carvalho também disse que são detalhes que serão arrumados.