Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Em Manaus três crianças e adolescentes sofrem violência sexual por dia

Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas e apontam um aumento no número de casos

Na Delegacia Especializada em Proteção à criança e ao Adolescente, mãe disse que já denunciou agressão contra ela

Os casos são registrados na Delegacia Especializada em Proteção à criança e ao Adolescente (Depca) (Odair Leal)

Em 2013, cerca de três crianças e adolescentes sofreram algum tipo de violência sexual (estupro ou assédio), em Manaus, totalizando 1.045 casos ao longo do ano. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), e foram destacados pela presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereadora Therezinha Ruiz, nesta segunda-feira (17).

Segundo dados da SSP, só no ano passado houve um aumento de 35% em relação ao ano de 2013. Uma audiência pública deverá ser realizada pela CMM para discutir o assunto e principalmente medidas de proteção que podem ser adotadas pelos pais de crianças e adolescentes.

“Como podemos ver, os casos continuam aumentando, por isso, há uma necessidade de falarmos mais do assunto nas escolas, onde as crianças passam boa parte do dia”, destacou Therezinha.

Os abusos acontecem dentro das casas

A maioria das vítimas são meninas com idade entre 12 e 17 anos, entre os meninos, as principais vítimas tem entre 0 e 11 anos de idade, e conforme os casos registrados na polícia, a maioria dos casos de abuso acontece dentro das casas das vítimas, sendo praticados pelos próprios parentes ou pessoas próximas, como os vizinhos.

A vereadora destacou que casos como estes só podem ser combatidos com o auxílio da sociedade, e incentivou a população a denunciar o problema e a ficarem atentos para qualquer atitude suspeita.

Orientações em audiência

A audiência pública além de discutir o tema, visa divulgar o que as famílias vítimas devem fazer, como registrar o crime imediatamente e procurar auxilio médico e psicológico para as vítimas.

Em Manaus, o serviço de atendimento às vítimas de violência sexual (Savvis) da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), funciona na maternidade Moura Tapajós. As vítimas recebem acompanhamento psicológico, administração de medicamentos para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e gravidez indesejada, assim como, acompanhamento ambulatorial pelo período de seis meses estão entre os serviços prestados pela entidade.

*Com informações da assessoria