Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Manaus deveria seguir o exemplo de Belém (PA), diz vereador

Segundo Everaldo Farias (PV), Manaus, enquanto cidade-sede do Mundial deste ano, poderia inaugurar um Terminal Hidroviário de padrão internacional como o de Belém

O parlamentar atualmente preside a Comissão de Meio Ambiente da CMM

O parlamentar atualmente preside a Comissão de Meio Ambiente da CMM (Divulgação)

Nesta segunda-feira (9), o presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Everaldo Farias (PV), disse em discurso na Casa, que a capital amazonense, cidade-sede da Copa do Mundo, deveria seguir o exemplo de Belém (PA), que vai inaugurar um Terminal Hidroviário de padrão internacional mesmo sem receber o evento esportivo.

Everaldo utilizou a reportagem publicada na edição de domingo (8) do JORNAL A CRÍTICA, que aborda o Porto Luiz Rebelo Neto, localizado na capital paraense, que desfruta de área climatizada, painéis de LED indicando horário de chegada e partida dos barcos, sistema de som anunciando o momento de embarcar, tudo isso com o passageiro esperando em cadeiras de padrão igual às que estão sendo instaladas no novo aeroporto internacional Eduardo Gomes, em Manaus.

"Esse é um grande exemplo em que a Superintendência Estadual de Navegação, Portos e Hidrovias (SNPH) e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) poderiam se espelhar, para entender que a cidade que vai sediar a Copa poderia ter também recebido as benesses de ter um porto. Isso me faz crer que falta compromisso", alertou o vereador.

Everaldo considerou que o tema é pouco debatido e precisa ser colocado empauta pelos órgãos responsáveis. "Precisamos trocar o porto das pranchas, que é o que nós temos, para começarmos a discutir a possibilidade de termosum porto que possa atender os barcos regionais, porque não dá mais paraconviver numa cidade onde não temos portos nem terminal rodoviário", criticou.

No último dia 28 de maio, o vereador protocolou um requerimento solicitando a convocação dos administradores da SNPH e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para prestarem esclarecimentos sobre o funcionamento do Porto da Manaus Moderna, na Zona Centro-Sul da cidade.

Há quatro anos, o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) constatou danos ambientais ao local por parte das embarcações, que, em sua maioria, não são fiscalizadas. O MPE-AM também apontou as condições precárias de higiene mantidas no porto, que contribuem para a poluição das águas da orla do Rio Negro e principalmente falta de fiscalização das embarcações.

No dia 12 de maio, Everaldo apresentou uma indicação solicitando a transferência das atividades de ancoragem, embarque, carga e descarga da Manaus Moderna para o Porto de São Raimundo, na Zona Oeste da capital.