Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Manaus ganha novo espaço para eventos ao lado da Arena

Centro de Convenções do Amazonas foi entregue nesta sexta (4) com capacidade para 4,5 mil pessoas em 8 mil metros quadrados, em área anexa ao estádio

O Centro de Convenções do Amazonas foi construído em área anexa à Arena da Amazônia, na Zona Centro-Oeste

O Centro de Convenções do Amazonas foi construído em área anexa à Arena da Amazônia, na Zona Centro-Oeste (Antônio Menezes)

O Centro de Convenções do Amazonas (CCA) Vasco Vasques, que integra o complexo da Arena da Amazônia Vivaldo Lima, foi inaugurado ontem, seis meses após do prazo inicial e somente depois do encerramento da participação de Manaus como sede da Copa do Mundo de Futebol. O espaço com 8 mil metros quadrados ficou pronto em janeiro, mês que iria ser inaugurado pelo então governador Omar Aziz, conforme anunciado pela Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), durante visita ao canteiro de obras no dia 12 de dezembro do ano passado, mas só foi entregue na ontem, pelo atual gestor do estadual, José Melo.

O projeto inicial foi alterado para a construção de um acesso que integra o prédio à Arena da Amazônia. Ele tem capacidade para 4,5 mil pessoas, mas apenas 100 vagas para veículos. O CCA tem seis salas moduladas para realização de eventos com até 2,5 mil pessoas sentadas, tais como, fóruns e congressos, além de salas menores para exposições, espaço de convivência, elevadores e banheiros.

"Esse empreendimento vem para atender a uma demanda muito grande que as empresas tinham e que eram obrigados a realizar os eventos até em outros Estados por que não tinham esse tipo de local. As grandes empresas que necessitam fazer seus eventos com os executivos não tinham um espaço, agora tem. Essa é uma parceria com todos, não apenas com os eventos do governo”, disse o governador do Estado José Melo.

A construção do CCA custou R$ 47.692.670,54, sendo R$ 26.674.923,52 milhões do Governo Federal e R$ 21.017.747,02 do Estado. O orçamento inicial da construção divulgado em 2011, período de início da obra, foi de aproximadamente R$ 63 milhões, incluindo as duas fases.

De acordo José Melo, o CCA será administrado pela Empresa Estadual de turismo (Amazonastur) até a realização de uma licitação pública para a escolha da empresa que assumirá a gestão do centro. Ainda não há previsão para a licitação.

A presidente Amazonastur, Oreni Braga, se emocionou no discurso de inauguração dizendo que o CAA é fruto é da dedicação e fé das pessoas que acreditaram que a obra era possível. Para ela, o centro é um dos mais completos e tornará viável a realização de grandes eventos na cidade, numa área muito bem localizada. Ela ainda ressaltou que o CCA foi testado e aprovado pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) e que agora é entregue à população para fortalecer o turismo e economia do Estado.

Homenagem a empresário

O CCA recebeu o nome do empresário espanhol Vasco Tavares Guimarães Vasques, considerado um visionário no ramo do turismo no Amazonas. A homenagem do Governo do Estado para Vasco Vasques foi feito em função dos serviços prestados a cidade por meio das várias empresas que fundou em Manaus.

Ele nasceu no dia 17 de agosto de 1914, nas Ilhas Canárias, na Espanha e chegou ao Brasil em 1939. Filho de cônsul português, ele veio para Manaus em 1942. No mesmo ano, fundou a empresa V.Vasques&Cia Ltda com seu sócio Fernando Ferreira da Câmara e se tornou agente geral da Panair do Brasil SA, conhecida como renomada empresa de aviação no País. No mesmo ano Vasco conheceu a amazonense Zaira Moreira de Santana Costa, com quem se casou um ano depois e teve três filhos manauaras.

Ele ainda fundou as empresas Hotel Amazonas; Gasônia-Gás da Amazônia Ltda; Bazar América Ltda, Casa Rio, além da agência Selvatur Ltda e os complexos turísticos Janauarylândia e Cacau Pirêra.