Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Em Manaus morador de rua é preso por tentar matar colega com gargalo de garrafa

A vítima foi atingida com golpes de gargalo de garrafa no abdômen e outro golpe de ferro no olho, o crime é contado com duas versões totalmente diferentes

José Arimateia Dutra da Silva foi atingido com um golpe de gargalo de garrafa no abdômen e um golpe de ferro no olho

José Arimateia Dutra da Silva foi atingido com um golpe de gargalo de garrafa no abdômen e um golpe de ferro no olho (Antônio Menezes)

Uma briga entre moradores de rua acabou em caso de polícia na madrugada desta quarta-feira (19), no bairro Dom Pedro, na Zona Centro-Oeste da cidade. Devany Gontijo Gomes, 25, foi preso por tentar matar, com um golpe de gargalo de garrafa no abdômen e um golpe de ferro no olho, José Arimateia Dutra da Silva, 45, que sobreviveu e passa bem.

A confusão aconteceu na praça de alimentação do bairro Dom Pedro, na avenida Pedro Teixeira, onde os envolvidos moram. José Arimateia estava sentado e foi surpreendido com um golpe de ferro no olho. “Eu estava de cócoras e ele bateu no meu rosto. Eu caí e, na segunda e terceira tentativa, eu me defendi. Aí ele quebrou uma garrafa e deu em mim”, disse a vítima.

José Arimateia disse que estava sentado com mais dois moradores de rua, “Aparecida”, 38, e “Maranhão”, 64, que ele considera ser da família. “Ele, primeiro tomou nossa bebida e nos ameaçou. Depois de me cortar com o gargalo, pegou uma faca de um desses restaurantes daqui e tentou me matar. Mas foi impedido por pessoas que estavam na praça. Foi a minha sorte”, considerou.

Conforme Arimateia, a desavença entre ele e Devany começou há 15 dias. “Ele tirou a muleta do nosso ‘pai’ (‘Maranhão’) e bateu nele com a muleta. Eu e a minha ‘irmã’ (‘Aparecida’) tomamos as dores e o pegamos. A viatura prendeu, mas liberou. Ontem que ele apareceu e quis se vingar”, disse. A vítima foi socorrida e recebeu oito pontos de costura no abdômen.

Após o término da briga, outro morador de rua, Alex de Oliveira Ribeiro, 19, perguntou de Devany o porquê ele havia agredido Arimateia, e recebeu um golpe de ferro na perna como resposta. Alex também foi socorrido e passa bem. A Polícia Militar foi acionada e uma equipe da 10ª Companhia Interativa Comunitária conseguiu prender Devany em flagrante.

Outra Versão

Devany foi levado ao 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e autuado por tentativa de homicídio contra Alex e Arimateia. Segundo a assessoria da Polícia Civil, o motivo do crime foi, na verdade, uma agressão cometida por Devany contra a esposa de José Arimateia, ocorrida há 20 dias na rodovia BR-174. Devany foi encaminhado para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa.

Morador de rua

José Arimateia é natural do município de Parintins e disse que mora há três anos na rua. “Tenho um sítio no Km 83 da BR-174, mas não tenho como voltar. Lá eu planto verdura, arroz, feijão, e também trabalho com carvão. Minha família agora são eles aqui. O ‘Maranhão’ mora na rua a 30 anos e o considero como pai”, disse Arimateia.