Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Mau cheiro na praia da Ponta Negra causa incômodo a frequentadores

Banhistas e comerciantes reclamaram do odor que toma conta das áreas próximas aos banheiros do balneário após chuvas

Quando chove, as áreas próximas aos banheiros ficam cheia de poças de água suja e o mau cheiro afasta a clientela

Quando chove, as áreas próximas aos banheiros ficam cheia de poças de água suja e o mau cheiro afasta a clientela (Joana Queiroz)

Banhistas e comerciantes da praia da Ponta Negra, Zona Oeste, reclamaram, nos últimos dias, do mau cheiro que toma conta das áreas próximas aos banheiros do balneário, especialmente após as chuvas.

Um dos comerciantes das barracas montadas na praia, que preferiu não se identificar alegando temer represálias por conta da denúncia, afirmou que o mau cheiro impera no local todas as vezes que chove. Ele se queixou que a situação provoca afastamento dos clientes que não conseguem ficar nas barracas no local por conta do odor.

O mesmo comerciante afirma que o problema com o mau cheiro piora também por conta das pessoas que urinam nas paredes do lado de fora do banheiro. “A chuva vai trazendo essa sujeira toda e joga no rio. Só que o rio está aqui bem em cima da gente (por causa da cheia) e o cheiro ruim fica aqui mesmo”, declarou.

Outro comerciante, que também não quis se identificar pelos mesmos motivos do primeiro, afirmou que a tampa quebrada dos depósitos na área de tratamento ao lado do banheiro piora o mau cheiro. Segundo ele, quando chove, a área ao lado do banheiro fica cheia de poças de água suja. A tampa quebrada facilita a entrada da água nos depósitos e a subida dejetos no local.

A administração do local é de responsabilidade do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb). Por meio de sua assessoria de comunicação, o instituto informou que solicitou uma vistoria imediata de técnicos da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) para verificar o funcionamento das Estações de Tratamento (ETEs) e a eventual necessidade de reparos.

O Implurb lamentou os atos de vandalismo contra o patrimônio público, por conta da tampa quebrada, e alertará a Polícia Militar e a Guarda Municipal sobre o ato.