Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Menino que caiu de 3º andar de shopping em Manaus recebe alta hospitalar sob forte emoção

Pedro Trevisan Nereu, de 5 anos, deixou o hospital andando na companhia dos pais, e foi cercado de emoção por parte dos profissionais do hospital. Agora, ele voltará com os pais para a cidade de origem, São Paulo

foto legenda

(Divulgação)

Recebeu alta hospitalar nesta quinta-feira (31), em Manaus, o menino Pedro Trevisan Nereu, de 5 anos, que desde o dia 14 deste mês estava internado no Pronto-Socorro da Criança da Zona Leste (Joãozinho), após sofrer uma grave queda, de uma altura de 15 metros, em um shopping da cidade. O garoto deixou o hospital andando, na companhia dos pais, e a despedida dele foi cercada de emoção por parte da equipe de profissionais do hospital.

Os pais do menino, Ricardo Trevisan e Núbia Nereu, estavam felizes com a alta hospitalar e fizeram questão de abraçar e se despedir de toda a equipe que os acompanhou no hospital. “Nós temos que agradecer, não só aos médicos, mas às enfermeiras, à nutricionista, que meu filho chama de ‘tia do macarrão’ (prato preferido dele), e todo o hospital, pelo excelente atendimento e apoio que tivemos aqui”, ressaltou o pai. “Não sei se em outro lugar esse milagre aconteceria”, desabafou.

A mãe não conteve a emoção ao saber, pelos médicos, que o filho poderia voltar para casa. “Agora, meu coração bate aliviado”, desabafou Núbia. Todos os especialistas que acompanharam Pedro liberaram o garoto, que agora pode dar continuidade ao tratamento ortopédico na cidade de origem dele, São Paulo, por conta das fraturas que sofreu nos dois braços.


Ao sair do Pronto-Socorro Joãzinho, Pedro se despediu de toda a equipe que lhe atendeu, abraçando enfermeiras e médicos. “Essa é a hora que ele costuma dormir e está estranhando toda essa movimentação repentina”, informou o pai. De acordo a família Trevisan Nereu, eles retornarão para São Paulo na próxima semana, para dar continuidade ao tratamento ortopédico.

Outros pacientes e acompanhantes que estavam em tratamento na unidade de saúde também se emocionaram com a saída do garoto. “É um milagre esse menino ter caído de onde caiu e sair assim, caminhando, do hospital”, comentou Ana dos Santos, 72, que acompanhava a neta numa consulta.

Pedro estava em Manaus com os pais para visitar parentes que aqui residem. Passeava no Shopping Ponta Negra, na Zona Oeste da cidade, quando despencou do 3º piso do centro de compras, de uma altura de 15 metros. Segundo a gerente técnica do Pronto-Socorro Joãozinho, médica Sônia Almeida, a criança chegou à unidade com traumatismo craniano, fratura nos membros superiores, ruptura de vísceras, com baço e fígado dilacerados, trauma torácico e hemorragia intensa.

Nos primeiros dez dias de internação, o menino ficou na UTI da unidade, passando por duas cirurgias abdominais e vários exames de tomografia para acompanhar a evolução médica. “Ele foi mantido sedado e sob forte analgesia, para que pudesse se recuperar do trauma. Foi um grande choque para o organismo e, para evitar o desgaste com a dor, a equipe optou por esse procedimento”, destacou a médica.


O paciente ficou dez dias internado na UTI e oito dias na enfermaria cirúrgica, conforme informou a diretora da unidade hospitalar, Uildeia Galvão. “Durante todo o tempo a família e a criança tiveram acompanhamento da equipe médica, nutricional, psicológica e de assistência social”, destacou Uildeia.

O cirurgião geral Luis Alberto Rossel atribui a excelente recuperação do menino ao pronto atendimento que teve – tanto no local do acidente, pela equipe de socorro do shopping, em seguida no Pronto-Socorro da Criança da Zona Oeste, onde foi transferido primeiramente, e depois no Joãozinho.

“Crianças têm uma facilidade de recuperação melhor que os adultos, e esse paciente, apesar do trauma gravíssimo que sofreu, teve o primeiro atendimento rápido e as cirurgias realizadas no momento certo. Da parte abdominal, que é de minha responsabilidade, a partir de agora é vida normal para ele”, informou Rossel.

*Com informações da assessoria de imprensa