Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Moradores e motoristas encaram lama e buraco em avenida sem asfalto de Manaus

Avenida de nome bonito com alusão a divindade nunca recebeu asfalto e moradores de rua com nome de santo ‘clamam’ por milagre da Seminf

Na rua São Benedito, este buraco virou dor de cabeça constante para comerciantes, que perdem clientes por causa dele

Na rua São Benedito, este buraco virou dor de cabeça constante para comerciantes, que perdem clientes por causa dele (Euzialdo Queiroz)

A falta de asfalto há anos tem deixado os moradores da avenida Uirapuru, bairro Cidade de Deus, Zona Norte, literalmente na lama. No inverno amazônico, quando chove bastante, o trecho da pista que nunca recebeu pavimentação complica o tráfego de veículos e causa a queda de pedestres por causa das condições precárias.

Devido as constantes chuvas nos últimos dias, por exemplo, os moradores têm enfrentado com mais temor o problema. Todos os dias há registros de pessoas que escorregam ao passar pelo trecho da pista que fica tomado pela lama.

Ontem mesmo, durante a reportagem, uma adolescente que andava devagar pelo lamaçal acabou escorregando. Felizmente ela não se machucou com a queda. Os moradores contam que nem todos conseguem enfrentar a situação sem sofrer ferimentos leves, pois passar pelo trecho é mesmo perigoso.

“Em período de chuva, a cada dia que passa a situação dessa parte da avenida piora e ninguém toma providência. Quando as chuvas param surge outro problema, que é a poeira desse barro todo que é levado pelo vento para dentro dos imóveis”, relatou o morador Sebastião Moreira, 41.

Para os motoristas o trecho da avenida também é um perigo. “Se não tiver cuidado é arriscado o veículo derrapar e causar algum acidente. Pode atingir o muro de algum imóvel ou mesmo atropelar alguém que estiver passando no momento”, reclamou o vigilante Aldecir Cardoso, 39.

Os moradores vão ter que esperar a chuva dar uma trégua para não correrem mais o risco de escorregarem e também para verem o trecho da via ser, finalmente, asfaltado. De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), “está na programação emergencial para que seja feito o recapeamento total da via que tem mais de 1 quilômetro, assim que as condições climáticas melhorarem”.

Buraco

No mesmo bairro, na rua São Benedito, o comerciante Raimundo Oliveira, 40, há pelo menos sete anos convive com um buraco que se abriu perto do seu estabelecimento. Segundo ele, desde a gestão passada ele tem levado a situação ao Distrito de Obras do bairro e até hoje nenhuma providência foi tomada.

“A última vez que essa via recebeu reparos foi na gestão do ex-prefeito Serafim Corrêa. De lá pra cá, não houve mais qualquer tipo de intervenção em sua infraestrutura. O buraco surgiu e até hoje permanece. Fui ao menos duas vezes no Distrito de Obras na gestão passada e mais duas nessa atual gestão e ainda aguardo a solução do problema”, desabafou o comerciante.