Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Motoqueiro suspeito de participar de latrocínio é preso

Inácio Castro Braga estava em uma motocicleta roubada e de placa fria, na delegacia foi constatado que o homem tinha um mandado de prisão expedido em seu nome desde 2010

Motoqueiro suspeito de participar de latrocínio é preso na Zona Centro-Oeste

Motoqueiro suspeito de participar de latrocínio é preso na Zona Centro-Oeste (Divulgação)

O motoqueiro Inácio Castro Braga, 26, foi preso por policiais da 10ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), por volta das 21h de terça-feira (4), na avenida Jacira Reis, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus, após ser abordado em atitude suspeita.

Os policiais verificaram que a moto que Inácio conduzia, uma Honda Fan, de cor preta e placa JXG-9374, era roubada e a placa era fria, pois não correspondia ao chassis do veículo.

O homem então foi conduzido ao 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e durante os procedimentos, foi verificado que havia um mandado de prisão preventiva em nome dele.

Inácio foi autuado em flagrante por receptação. Como a pena para esse crime é inferior a cinco anos de prisão, foi estipulada fiança no valor de R$ 3 mil, que não foi paga. Inácio foi encaminhado à Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD) para ser cumprido o mandado de prisão em aberto.

Já respondia por latrocínio

No dia 7 de maio de 2010 o juiz Genesino Braga Neto expedido mandado de prisão para Inácio por envolvimento no latrocínio (roubo seguido de morte) de Yedsly Ricarte Araújo de Souza, ocorrido no dia 3 de abril daquele mesmo ano.

De acordo com o Delegado Titular da DERFD, Orlando Amaral, o homem e mais duas pessoas mataram a vítima a facadas para roubar a moto de Yedsly, que tinha 24 anos na época do crime.

Após os procedimentos policiais cabíveis, Inácio foi conduzido à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará a disposição da Justiça.

Com informação da assessoria