Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Motorista atropela cinco pessoas na av. Coronel Teixeira; duas morreram ainda no local

Condutor de picape que trafegava em alta velocidade atropelou as vítimas que empurravam um outro veículo. Policiais afirmam que motorista estava embriagado


acidente

O impacto entre os dois veículos foi tão violento que pedaços de corpos ficaram espalhados pela via (Divulgação)

Um atropelamento às 4h49 desta segunda-feira (12), na avenida Coronel Teixeira, mais conhecida como Estrada da Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus, deixou pelo menos duas pessoas mortas e outras três feridas. Renato Fabiano dos Santos Benigno, 37, conduzia uma picape modelo Chevrolet S-10, de cor prata e placas OAK-2643, em alta velocidade quando atingiu cinco pessoas que estavam empurrando um outro veículo com pane mecânica.

O impacto foi tão violento que pedaços dos corpos, como pernas e pés, ficaram espalhados pela via. José Henrique Monteiro Galvão, de 18 anos, e Keylene Moreira de Almeida, 28, justamente as que estavam na parte traseira empurrando o carro, uma picape Strada de placas JXP-6657, morreram na hora, com as pernas decepadas.


Keylene morreu na hora, junto com Henrique (Reprodução)

As três pessoas que foram encaminhadas aos Hospitais Pronto-Socorros 28 de Agosto e Dr. João Lúcio, todas com escoriações pelo corpo, foram Rodrigo Oliveira Barroso, 16, Johne Lemos Rodrigues, 24, e Wesley Tavares da Silva, 17. Pela manhã, as vítimas sobreviventes passaram por procedimentos cirúrgicos.

O condutor foi preso em flagrante e, de acordo com o delegado plantonista do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Maurício Ramos, será indiciado pelos crimes de lesão corporal, embriaguez ao volante e homicídio doloso – quando há intenção de matar.


Renato Benigno, de 37 anos, tinha 129 ponto na CNH (Winnetou Almeida)

Ainda segundo o delegado, o condutor apresentava sinais visíveis de embriaguez. No teste do bafômetro foi encontrado teor de álcool no organismo: o exame indicou 0,69mg de álcool por litro de ar, quando o permitido na Legislação Brasileira é 0,05mg. Na visão do delegado plantonista, Renato tomou pra si o risco me matar assim que ingeriu bebida alcoólica e assumiu a direção do veículo.

Fora de risco 

Das três vítimas socorridas pelo Serviço Móvel de Urgência (Samu) e encaminhadas aos hospitais da capital, duas já tiveram alta: Rodrigo Oliveira Barroso e Johne Lemos Rodrigues, que tiveram somente escoriações leves.

Apenas Wesley Tavares da Silva, que passou por cirurgia em um dos braços fraturados no acidente, permanece no centro pós-operatório do Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto. 

Rodrigo (de vermelho) e Johne (sem camisa) receberam alta do hospital e foram direto ao IML (Winnetou Almeida)