Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Mulher é vítima de tentativa de homicídio no Presidente Vargas, Zona Sul de Manaus

No momento em que deveria prestar depoimento à polícia, na delegacia, o suspeito preferiu ficar calado e não se sabe, até o momento, o que motivou o ataque

Suspeito foi levado ao 1º DIP, onde foi autuado por tentativa de homicídio

Suspeito foi levado ao 1º DIP, onde foi autuado por tentativa de homicídio (ACRITICA/AC)

Radison Geam Teixeira Marques foi preso após tentar matar uma mulher que andava pela rua Valter Rayol, bairro Presidente Vargas (também conhecido como Matinha), Zona Sul de Manaus, na madrugada de domingo (13). A vítima foi atingida com um tiro no ombro esquerdo e ficou caída no chão até receber ajuda dos moradores da localidade que acionaram os policiais militares da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O Samu realizou os primeiros socorros à vítima ainda na rua e em seguida transportou a mulher ao Hospital Pronto Socorro 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul, onde recebeu os atendimentos e cuidados médicos e até a publicação desta matéria a vítima não corria risco de morte.

A mulher repassou à polícia as características do suspeito que teria atirado contra ela, inclusive a informação de que ele teria uma deficiência no olho esquerdo. Os policiais militares da 24ª Cicom fizeram um patrulhamento pela área e abordaram um veículo modelo Volkswagen Gol, de cor e placas não informadas, onde encontraram dois homens: um deles era o suspeito com as características descritas pela mulher e o outro seria um peixeiro, portando uma quantia de R$ 3.190.25.

Os dois foram encaminhados ao 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), para serem ouvidos e prestarem esclarecimento. O dono do veículo, o peixeiro Ocinei de Araújo, informou ue não conhecia Radison e que apenas tinha dado uma carona a ele. “Ele não estava armado, não estava sujo, não parecia ser suspeito de nada e o dinheiro que tinha no carro era a renda do dia pela qual eu tinha trabalhado”, declarou. Após prestar informações à polícia, o peixeiro foi liberado.

Já na delegacia, Radison não quis falar os motivos que o levara a praticar o crime, ele apenas ficou calado e apenas disse que responderia em juízo. Os policiais não encontraram com ele a arma do crime. A polícia acredita, ainda, que a arma deve ter sido jogada pelo caminho enquanto tentava fugir. Radison foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio tentado e encaminhado à Cadeia Publica Raimundo Vidal Pessoa, Centro, onde permanecerá à disposição da Justiça.