Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Mulher é presa por corromper crianças para o tráfico de drogas

Segundo a polícia, suspeita envolvia a filha de 11 anos no esquema e praticava abordagem oferecendo bombons e pequenas quantias em dinheiro para o transporte de entorpecentes

Suspeita de corromper menores para o tráfico nega as acusações

Suspeita de corromper menores para o tráfico nega as acusações (Winnetou Almeida)

Por meio de mandado de prisão, Ariele Dieb da Silva, 32, foi detida na manhã desta sexta-feira (4) suspeita de praticar o crime de tráfico de drogas e corromper, no mínimo, cinco crianças para a atividade, além da filha de 11 anos. A mulher foi apresentada no 5º Distrito Integrado de Polícia (DIP) na tarde de hoje.

Após denúncias, a suspeita foi presa em sua residência, localizada no Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) do bairro Aparecida, Zona Oeste de Manaus. Segundo a polícia, Ariele já havia sido presa em 2013 na Operação “Esplendor”, deflagrada pela Polícia Civil, onde 14 pessoas foram detidas na área por tráfico. Ariele estava em liberdade provisória desde janeiro deste ano.

De acordo com o delegado titular do 5º DIP, Rodrigo Sá, a filha da suspeita prestou depoimento nesta quinta-feira (3) juntamente com o avô, onde foi constatado crime de corrupção de menor. “A garota disse que ela a obrigava a fazer o transporte de drogas como maconha e pasta base de cocaína para outras crianças da área, que realizavam a mesma atividade em seguida”, disse.

A suspeita negou as acusações. "Minha filha está mentindo. Eu não vendo droga e não chamo ninguém pra isso, essas investigações estão erradas. Não tenho mais nada a declarar", disse Ariele. 

A polícia informou que o número de crianças aliciadas pela mulher pode ser maior. “A princípio as crianças não consumiam a droga e a abordagem era feita de forma diferente: ela oferecia agrados a esses menores que variavam de doces e bombons até pequenas quantias em dinheiro. Todos possuem idades de 10 a 13 anos e estão sendo ouvidos pela polícia”, informou Sá.

O delegado também informou que Ariele receberia nesta sexta o dinheiro proveniente da indenização do programa habitacional. “Efetuamos a prisão dela no momento certo, pois com essa quantia significativa, ela poderia obter uma maior quantidade de droga e envolver mais jovens nesse esquema”, explicou.

Ariele será ouvida nesta sexta e indiciada pelos crimes de tráfico de drogas e corrupção de menor. A suspeita deve ser encaminhada à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa neste sábado (5).