Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Mulher é encontrada morta em hotel no Centro de Manaus

Polícia afirma que a vítima foi enforcada com a alça da bolsa por um homem. Segundo populares, mulher é conhecida por ser prostituta da área e hotel é 'ponto de encontro' para a atividade

Funcionários acionaram a polícia quando perceberam que horário de pernoite havia se encerrado

Funcionários acionaram a polícia quando perceberam que horário de pernoite havia se encerrado (Bruno Kelly)

Uma mulher identificada como Maria do Socorro Souza, 39, foi encontrada morta com sinais de estrangulamento no hotel WM, localizado na rua Lobo D’Almada, Centro. De acordo com populares que acompanharam a saída do corpo nesta sexta-feira (21), a vítima era conhecida por ser prostituta na área da Praça da Matriz. A polícia informou que já tem um suspeito do crime.

Por volta das 2h da manhã, Maria do Socorro entrou acompanhada de um homem, com a identidade não revelada, e pagou pernoite no valor de R$ 50. Os dois subiram até o apartamento 105, que fica no terceiro andar do hotel. De acordo com a polícia, funcionários foram até o quarto quando perceberam que o horário de hospedagem havia excedido, onde constataram o corpo estendido no chão.

Segundo o Instituto Médico Legal (IML), o cadáver estava de bruços ao lado da cama e tinha marcas de estrangulamento no pescoço, provavelmente causadas pela alça da bolsa, instrumento apontado pela polícia como a arma do crime. A vítima também sangrava e apresentava sinais de golpes na cabeça. A polícia descartou a hipótese de overdose, visto que no local foi encontrada apenas a bolsa de Maria do Socorro com documentos pessoais.

Segundo o delegado titular do 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Jorge Pontes, o hotel não possui câmeras de segurança e o crime deverá ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Conforme informações de populares, o local é conhecido pela circulação de garotas de programa com clientes. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para análise.