Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Mulher é roubada e estuprada por suposto 'mototaxista' na Zona Norte

A vítima pediu o serviço de um homem que estava com uma farda de mototaxista, combinou o local e o preço da corrida, mas no caminho o motoqueiro abusou da passageira

Fundação de Medicina Tropical

Fundação de Medicina Tropical (Antônio Menezes)

Uma mulher de 18 anos de idade que preferiu não se identificar, foi roubada e estuprada na noite de sexta-feira (21), por um mototaxista, na Zona norte. Ela fez parada para utilizar o serviço de transporte supostamente prestado pelo autor do crime, na rua Ameixa do Mato, no bairro Santa Etelvina, na Zona Norte, por volta das 22h.

O autor da violência sexual conduzia uma motocicleta de características não informada e vestia uma camisa de mototaxista e se identificou como tal.

Após informar ao suposto mototaxista o destino desejado, combinar o valor da corrida e subir na motocicleta, ela notou pouco depois que o mototaxista seguiu outra direção até uma rua escura e sem movimentação, cujo nome ela não soube informar.

No local, o mototaxista anunciou o assalto, tomou a bolsa com documentos pessoais da vítima, além do celular. Ele passou a agarrar a mulher, à força, que resistiu às investidas. Ele passou a ameaçar a vítima de morte e a estuprou.

A mulher foi abandonada no local e o mototaxista fugiu com os pertences dela. A vítima caminhou por algum tempo até pedir ajuda. Ela recebeu apoio de policiais militares da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

Os PMs orientaram que ela registrasse o crime no 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no Nova Cidade, que era a delegacia mais próxima do local do crime. A mulher foi conduzida a delegacia, mas não quis registrar o abuso que sofreu. Ela estava abalada e se sentindo constrangida.

Os PMs que a acompanharam a levaram para a Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT/HVD), na Zona Centro-Oeste, para tomar o coquetel anti-HIV, em seguida o marido da vítima chegou para acompanhá-la.