Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Operação Faroeste Amazônico 2 prende nove suspeitos de tráfico de drogas

Segundo a Polícia, os suspeitos têm ligações com a facção criminosa Família do Norte (FDN) e são remanescentes de um bando comandado por Alessandro Barbosa Fonseca, o "Alê"


Operação prendeu, ao todo, nove suspeitos na manhã deste sábado (21)

Operação prendeu, ao todo, nove suspeitos na manhã deste sábado (21) (Divulgação)

Na manhã deste sábado (21), nove suspeitos de tráfico de drogas foram presos na Operação Faroeste Amazônico 2, deflagrada pela Polícia Civil. Segundo a delegada Vanessa Pereira Ricardo, eles têm ligações com a facção criminosa Família do Norte (FDN) e são remanescentes do bando comandado por Alessandro Barbosa Fonseca, o "Alê", conselheiro da facção que foi morto no dia 9 de junho.

No decorrer da operação, deflagrada depois de seis meses de investigação,foram cumpridos oito mandados de prisão e nove de busca e apreensão, expedidos pela Juíza Eulinete Melo Silva Tribuzy da 4ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (Vecute).

Simone Cavalcante de Oliveira Fonseca, 28, foi presa na rua Aluízio, bairro Petrópolis, Zona Sul de Manaus. Segundo a polícia, ela era companheira de Alessandro, fazia a contabilidade da quadrilha e auxiliava nas vendas.

Claudionor de Lima Freitas, 39, conhecido como "Rato", e a esposa dele Selene Teixeira Dias, 40 foram presos na rua Acaju, bairro Flores, Zona Centro-Sul. Claudionor é suspeito de ser um dos vendedores que trabalhavam para Alessandro e estar assumindo os pontos de vendas de droga após a morte do mesmo.

Na mesma rua foi preso Fabio César Xavier Menezes, 23, conhecido como "Tayná". Ele é foragido do sistema penitenciário do Pará, onde cumpria pena pelo crime de tráfico de drogas.

Mário Osmar Barroso de Oliveira, 34, o "Tobe", foi preso na rua H, bairro Compensa 2, Zona Oeste. As investigações o apontam como motorista do bando, responsável pela distribuição de drogas e armas, além de braço direito de Alessandro, fazendo o intermédio das negociações.

Edvan Paulino da Silva, 31, o "Caio", e Gercirio Alvez do Nascimento, 43, o "Mico", foram presos na rua 8, comunidade Novo Mundo, Zona Norte. De acordo com os responsáveis pela operação, Edvan atuava como vendedor e Gercírio armazenava armamentos, além de também vender drogas.

Marinalva Teixeira Dias França, 57, foi presa na rua 10 daquela mesma comunidade, por ser suspeita de agir olheira do bando, e Carlos Alberto Araújo de Almeida, 26, o "Pequeno Mestre", foi preso na rua São Vicente, bairro São Lázaro, Zona Sul, apontado como assaltante e vendedor.

Ainda segundo a autoridade policial, eles atuavam primariamente nos bairros Comunidade Novo Mundo, Hileia, Petrópolis e Flores, além de remeterem drogas para cidades como Belém e Fortaleza. O bando foi apresentado às 9h na Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre).

Com os suspeitos, foram encontradas várias munições de calibre 762, 38 e 50, sendo algumas intactas e outras deflagradas. Também foram apreendidas uma CG 125 cinza de placas NOW- 6390, uma Biz preta de placas NOZ-3422, um Gol preto de placas JXW-6396, cinco celulares e R$ 3.416 em espécie.

Eles serão indiciados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Até o fechamento desta matéria, eles ainda aguardavam o translado para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão à disposição da Justiça.

*com informações da repórter Joana Queiroz e da assessoria de imprensa